Porto Velho (RO) segunda-feira, 10 de maio de 2021
×
Gente de Opinião

Municípios

Ariquemes: Projeto Escola Fábrica-Esperança


 Projeto Escola Fábrica-Esperança garante resgate
da cidadania através da capacitação profissional

A Prefeitura de Ariquemes está apostando em caminhos alternativos para estimular o empreendedorismo e geração de trabalho às famílias de baixa renda, especialmente àquelas beneficiárias dos Programas Sociais do Governo Federal, como Bolsa-Família e PETI.. Em menos de um ano o projeto “Escola Fábrica Esperança”  capacitou, qualificou e encaminhou para o mercado de trabalho 227 pessoas – a grande maioria mulheres, chefes de família - na área de artesanato em barbante, secretária doméstica, faxineira (diarista), embalagens para presentes, confeitaria, pintura em tecido, manicure, crochê (barradinhos) e  horta orgânica;

O  prefeito de Ariquemes, Confúcio Moura (PMDB), disse que o  projeto Escola Fábrica Esperança está promovendo a capacitação cidadã para o desenvolvimento socioeconômico do município. “Não é apenas trabalhado a parte pratica, mas o empreededorismo, a postura profissional, o marketing pessoal e a excelência no atendimento”, destacou. 

De acordo com a secretária Municipal de Desenvolvimento Social, Carla Mangabeira, o projeto Escola Fábrica Esperança, criado em 2006, nasceu com objetivo principal da geração de emprego e renda para as famílias pertencentes à Bolsa Família e  PETI – Programa de Erradicação do Trabalho Infantil -, a fim de incentivar a sua auto suficiência, tirando-as da total dependência dos Programas Sociais do Governo Federal,  resgatando, sobretudo, a auto estima do cidadão. “Os cursos são procurados na maioria, por mulheres. Elas querem ter uma renda dentro de sua própria casa, podendo assim continuar cuidando dos filhos e dos afazeres domésticos”, enfatizou a secretária.

Carla Mangabeira destacou outros projetos  da Semdes também voltados ao atendimento da comunidade como a Advocacia Comunitária (Causas de Família), GÀS (Grupo de Apoio Social), Bolsa-Família, PETI (Programas do Governo Federal, administrados pelo Município) e o Idade Viva – voltado ao público da terceira idade. A secretária informou ainda sobre os projetos a serem implantados ainda neste ano. São eles o de Acessibilidade Exclusiva (transporte adaptado para portadores de necessidades especiais, idosos e gestantes), Casa Brasil e Ariquemes Digital. Ao concluir, a titular da Semdes destacou a relevância do  PMAES – Programa de Acesso ao ensino superior -, conhecido como Bolsa-Faculdade, cuja primeira lista de contemplados acaba de ser selecionada.  Esse programa é voltado à concessão de bolsas de estudos aos jovens de baixa renda, garantindo o acesso desses ao ensino superior. Neste ano 50 pessoas foram contempladas com o benefício.

Fonte: Suely David   

 

 

Mais Sobre Municípios

Tarifa a R$1 no transporte coletiva começa a valer na segunda-feira (10)

Tarifa a R$1 no transporte coletiva começa a valer na segunda-feira (10)

No próximo domingo (9), encerra o prazo de gratuidade da tarifa no transporte coletivo em Porto Velho. A partir de segunda-feira (10), até o dia 9 de

Iniciada as ações de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em Rolim  de Moura

Iniciada as ações de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em Rolim de Moura

A Secretária Municipal de Assistência Social de Rolim de Moura (RO) Sandra Miranda, informou que as ações para chamar atenção da sociedade rolimoure

ACR reivindica aumento do número de ônibus em Porto Velho

ACR reivindica aumento do número de ônibus em Porto Velho

A mais antiga e prestigiada associação comercial de nosso estado, a Associação Comercial de Rondônia-ACR, fundada em 30 de setembro de 1928, sob o n

Servidores da saúde de Porto Velho avaliam importância da rotina de dedicação

Servidores da saúde de Porto Velho avaliam importância da rotina de dedicação

O Dia do Trabalhador esse ano é diferente para muitos dos servidores do município de Porto Velho. A pandemia da Covid-19 mudou a rotina para quem atua