Porto Velho (RO) domingo, 20 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Municípios

Ariquemes: Projeto Escola Fábrica-Esperança


 Projeto Escola Fábrica-Esperança garante resgate
da cidadania através da capacitação profissional

A Prefeitura de Ariquemes está apostando em caminhos alternativos para estimular o empreendedorismo e geração de trabalho às famílias de baixa renda, especialmente àquelas beneficiárias dos Programas Sociais do Governo Federal, como Bolsa-Família e PETI.. Em menos de um ano o projeto “Escola Fábrica Esperança”  capacitou, qualificou e encaminhou para o mercado de trabalho 227 pessoas – a grande maioria mulheres, chefes de família - na área de artesanato em barbante, secretária doméstica, faxineira (diarista), embalagens para presentes, confeitaria, pintura em tecido, manicure, crochê (barradinhos) e  horta orgânica;

O  prefeito de Ariquemes, Confúcio Moura (PMDB), disse que o  projeto Escola Fábrica Esperança está promovendo a capacitação cidadã para o desenvolvimento socioeconômico do município. “Não é apenas trabalhado a parte pratica, mas o empreededorismo, a postura profissional, o marketing pessoal e a excelência no atendimento”, destacou. 

De acordo com a secretária Municipal de Desenvolvimento Social, Carla Mangabeira, o projeto Escola Fábrica Esperança, criado em 2006, nasceu com objetivo principal da geração de emprego e renda para as famílias pertencentes à Bolsa Família e  PETI – Programa de Erradicação do Trabalho Infantil -, a fim de incentivar a sua auto suficiência, tirando-as da total dependência dos Programas Sociais do Governo Federal,  resgatando, sobretudo, a auto estima do cidadão. “Os cursos são procurados na maioria, por mulheres. Elas querem ter uma renda dentro de sua própria casa, podendo assim continuar cuidando dos filhos e dos afazeres domésticos”, enfatizou a secretária.

Carla Mangabeira destacou outros projetos  da Semdes também voltados ao atendimento da comunidade como a Advocacia Comunitária (Causas de Família), GÀS (Grupo de Apoio Social), Bolsa-Família, PETI (Programas do Governo Federal, administrados pelo Município) e o Idade Viva – voltado ao público da terceira idade. A secretária informou ainda sobre os projetos a serem implantados ainda neste ano. São eles o de Acessibilidade Exclusiva (transporte adaptado para portadores de necessidades especiais, idosos e gestantes), Casa Brasil e Ariquemes Digital. Ao concluir, a titular da Semdes destacou a relevância do  PMAES – Programa de Acesso ao ensino superior -, conhecido como Bolsa-Faculdade, cuja primeira lista de contemplados acaba de ser selecionada.  Esse programa é voltado à concessão de bolsas de estudos aos jovens de baixa renda, garantindo o acesso desses ao ensino superior. Neste ano 50 pessoas foram contempladas com o benefício.

Fonte: Suely David   

 

 

Mais Sobre Municípios

Semusa promove ações de valorização da vida para profissionais de saúde

Semusa promove ações de valorização da vida para profissionais de saúde

Setembro é o mês de intensificação das ações de prevenção ao suicídio através da campanha Setembro Amarelo. Em um ano de pandemia, com o isolamento

Prefeitura de Rolim de Moura: Nota de pesar Doutor  Renê

Prefeitura de Rolim de Moura: Nota de pesar Doutor Renê

É com profunda tristeza que a prefeitura de Rolim de Moura (RO) comunica o falecimento do médico Renê Alfredo Delgadillo Salgueiro, vítima da COVID-

Doações do Imposto de Renda beneficia entidades sociais de Ji-Paraná

Doações do Imposto de Renda beneficia entidades sociais de Ji-Paraná

A Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolesce