Porto Velho (RO) sábado, 19 de junho de 2021
×
Gente de Opinião

Municípios

ARIQUEMES: MP expede recomendação para coibir violência nas escolas



O Promotor de Justiça da Infância e Juventude Átilla Augusto da Silva Sales, da Comarca de Ariquemes, expediu recomendação dando instruções de como os profissionais de educação, professores, diretores e responsáveis por escolas da rede pública e privada devem proceder nas situações de atos infracionais ou indisciplina praticados por alunos nas dependências do estabelecimentos de ensino.

A recomendação abrange a rede de ensino dos municípios de Ariquemes, Alto Paraíso, Caucalândia, Cujubim, Monte Negro e Rio Crespo e foi expedida em virtude da frequência com que tem ocorrido a prática de atos infracionais e de indisciplina nas dependências das escolas, situações em que alguns profissionais da área de educação não sabem com agir, o que leva muitas vezes a adoção de medidas que contrariam o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Nas considerações sobre o motivo para a expedição da recomendação, o Promotor de Justiça observa que existe a visão equivocada de que o ECA é uma lei que contempla apenas direitos a crianças e adolescentes, o que, de certo modo, tem contribuído para o aumento de atos de disciplina entre os alunos. Os educadores, por sua vez, não conseguem distinguir o ato de indisciplina do ato infracional. Essa visão equivocada, de acordo com o Promotor, também é assumida pelos pais e responsáveis ao não acompanharem efetivamente a vida escolar dos filhos.

O Promotor de Justiça Átilla Augusto da Silva Sales também ressalta que o Bullying (atitudes agressivas intencionais e repetidas como apelidar, ofender, zoar, gozar, encarnar, perseguir, amendrontar, quebrar pertences, entre outras) e o Ciberbullying (forma virtual do Bullying) estão fazendo cada vez mais parte do cotidiano escolar e, embora esse tipo de prática não se encontre qualificado no âmbito da legislação Penal e do Estatuto da Criança e do Adolescente, configura-se como ato infracional.

Ele salienta ainda que não é atribuição da escola a investigação criminal e o julgamento dos atores de atos infracionais, mas cabe a ela fazer a comunicação oficial, com registro de ocorrência na delegacia especializada ou mais próxima da escola e, em caso de flagrante acionar de imediato a Polícia Militar, evitando assim a impunidade.

Acrescenta que para aplicação das medidas a crianças ou adolescentes envolvidos em atos infracionais é necessária a observância dos procedimentos previstos no ECA. A Recomendação foi encaminhada aos secretários municipais de Educação e às representações da Secretaria de Estado da Educação (SEDUC), aos Conselhos Tutelares, Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente dos municípios que fazem parte da Comarca de Ariquemes.

Fonte: Ascom MPRO

Mais Sobre Municípios

Equipes de obras realizam serviços em 11 bairros de Porto Velho

Equipes de obras realizam serviços em 11 bairros de Porto Velho

Equipes de obras da Prefeitura de Porto Velho seguem em ritmo acelerado nesta segunda-feira (14), com serviços estruturantes em 11 bairros. Elas reali

Presidente Alex Redano comemora o início das obras de asfalto do Tchau Poeira em Ariquemes

Presidente Alex Redano comemora o início das obras de asfalto do Tchau Poeira em Ariquemes

Em pleno domingo (13), foram iniciadas as obras de asfaltamento do programa Tchau Poeira, do Governo do Estado, em Ariquemes. O início dos trabalhos