Porto Velho (RO) sexta-feira, 29 de maio de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Venezuela: Adido militar rompe com Maduro e declara apoio a Guaidó


Juan Guaidó se autoproclamou presidente interino venezuelano Juan Guaidó/Redes Sociais/Direitos Reservados - Gente de Opinião
Juan Guaidó se autoproclamou presidente interino venezuelano Juan Guaidó/Redes Sociais/Direitos Reservados

O coronel José Luís Silva Silva, que era o adido militar da embaixada do país em Washington, rompeu com Nicolás Maduro e declarou apoio ao presidente da Assembleia Nacional Venezuelana, deputado Juan Guaidó. Para o Ministério da Defesa da Venezuela, o coronel se subordinou aos interesses internacionais e praticou "um ato de traição e covardia com o pátria".

A nota do Ministério da Defesa e o vídeo do coronel foram divulgados nas redes sociais. No vídeo postado no Twitter de Guaidó, dirigindo-se aos venezuelanos e aos integrantes das forças armadas, Silva reconhece o deputado "como único e legítimo" presidente da Venezuela. Afirma ainda que nenhum cidadão e nenhuma instituição da Venezuela estão acima da Constituição.   

Guaidó agradeceu o apoio de Silva: "Damos as boas-vindas a ele e a todos aqueles que sinceramente querem se unir à Constituição e à vontade do povo venezuelano". O deputado se autoproclamou presidente interino venezuelano e prometeu fazer eleições gerais.


Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia