Porto Velho (RO) terça-feira, 20 de outubro de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Vendas de veículos chineses serão 10% do total mundial deste ano


Agência O Globo PEQUIM - As vendas de automóveis chineses chegarão a 7 milhões de unidades este ano, o que representa 10% do total de vendas no mundo, informou a agência de notícias oficial da China "Xinhua". Segundo as previsões do Centro de Informação Estatal da China, o número de veículos chineses vendidos alcançará os 10 milhões de unidades em 2010 e duplicará em 2020, superando os Estados Unidos como o maior mercado de venda de veículos novos. O centro calcula que cada vez mais a classe média chinesa poderá ter um automóvel nos próximos anos, graças ao aumento da renda e à queda dos preços no setor. Desde que a China entrou na Organização Mundial do Comércio (OMC) em 2001, a demanda dos consumidores chineses de utilitários cresceu cerca de 37,5% ao ano. Este ano, a venda de utilitários chegará a 4 milhões de unidades, frente às 800 mil vendidas em 2001. O número aumentou para 3,24 milhões em 2002, o que transformou a China no quarto mercado mundial de automóveis, avançando uma posição em 2004. A China superará este ano o Japão como segundo maior mercado de vendas de veículos no mundo.

Mais Sobre Mundo - Internacional

Autoridades na Grécia fecham único centro de COVID-19 para refugiados

Autoridades na Grécia fecham único centro de COVID-19 para refugiados

Um centro da organização internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) montado na ilha grega de Lesbos para tratar em isolamento pessoas com COVID-19 foi

Portugueses Apostaram cerca de 1 Bilhão de Euros em Cassinos Online no 1º trimestre de 2020

Portugueses Apostaram cerca de 1 Bilhão de Euros em Cassinos Online no 1º trimestre de 2020

Os portugueses chegaram a marca de 1 bilhão de euros em apostas em cassinos online nos meses de janeiro, fevereiro e março de 2020, segundo informaç

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd