Porto Velho (RO) quarta-feira, 1 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

União Europeia alerta para ameaça de faltar gás no continente no próximo inverno


 
Da Agência Lusa*

O comissário europeu da Energia, Guenther Oettinger, alertou hoje (16) para a possibilidade de a Europa ter falta de gás no próximo inverno, depois de a Rússia ter anunciado que vai cessar o fornecimento à Ucrânia.

“As próximas semanas não serão problemáticas, vamos receber os volumes habituais de gás”, garantiu Guenther Oettinger, alertando, no entanto, para um possível problema caso o inverno seja rigoroso e a situação se mantenha.

O ministro da Energia ucraniano, Iuri Prodan, anunciou nesta segunda-feira que a Rússia suspendeu o fornecimento de gás à Ucrânia a partir de hoje. Prodan assegurou, no entanto, que a Ucrânia vai continuar transportando energia para a Europa.

“Fomos informados que o fornecimento de gás à Ucrânia foi reduzido a zero, o volume enviado [pela Rússia] será apenas o suficiente para o fornecimento aos países europeus. A Ucrânia vai garantir que esse transporte de gás chegue à Europa”, disse o ministro.

O corte de gás da Rússia à Ucrânia foi decidido hoje de manhã, depois de um ultimato para que a empresa estatal ucraniana de energia pagasse uma dívida de 1,45 bilhões de euros reclamada pela russa Gazprom. A Gazprom anunciou que o fornecimento do combustível ao país vizinho passará a ser feito apenas em sistema de pré-pagamento, mas alertou a Ucrânia para a sua obrigação de “garantir o transporte do combustível a terceiros”.

A União Europeia importa da Rússia quase metade do gás que consome (39%). Na maior parte das vezes, esse gás chega ao continente pela Ucrânia.

Fonte: Agência Brasil com informações da Agência Lusa

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia