Porto Velho (RO) domingo, 5 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

UE apoia ação para destruição de armas químicas


Da Agência Lusa / Agência Brasil

Bruxelas - A União Europeia (UE) vai apoiar qualquer ação internacional destinada a forçar a destruição do arsenal químico sírio, disse hoje (28) a representante da diplomacia europeia, Catherine Ashton. "A resolução das Nações Unidas (adotada nessa sexta-feira, 27) representa mais um passo rumo a uma resposta internacional unificada face à crise síria", acrescentou Ashton, em comunicado citado pela Agência France Presse.

Segundo ela, a resolução abre a porta para a eliminação de armas químicas na Síria e dá uma resposta à ameaça que representam essas armas de destruição maciça. "A União Europeia apoiará todas as ações decididas em nível internacional em caso de desrespeito" a essa resolução, disse ainda Ashton.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas aprovou, nessa sexta-feira, resolução histórica sobre a destruição do arsenal de armas químicas da Síria. É a primeira resolução adotada pelo conselho desde o início do conflito na Síria, em março de 2011. O documento, resultado de acordo entre os Estados Unidos e a Rússia, foi aprovado por unanimidade pelos 15 membros da instituição.

O conflito na Síria, que dura mais de dois anos e meio, já fez mais de 110 mil mortos, 2 milhões de refugiados e 4 milhões de deslocados, de acordo com dados da ONU.
 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia