Porto Velho (RO) quinta-feira, 2 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Tremores de terra deixam Chile em alerta


Renata Giraldi*
Agência Brasil

Brasília – O governo do Chile está em alerta devido à série de tremores de terra no Centro e Sul do país desde a madrugada de hoje (17). A determinação partiu do ministro do Interior, Rodrigo Ubilla. Desde a madrugada, o país tem sido atingido por tremores de terra cuja média de magnitude foi 6,3 graus na escala de Richter.

Os tremores de terra afetaram as regiões de Valparaíso, onde funciona parte da administração do governo federal e o Parlamento do país, e o Deserto de Atacama. O terremoto mais intenso foi observado na região de Valparaíso a 112 quilômetros da capital, Santiago.

O aposentado Hugo Muñoz Sepúlveda, de 72 anos, morreu depois de sofrer uma parada cardíaca de madrugada, segundo relatos, em consequência do susto provocado pelo terremoto. Sepúlveda vivia na região de Quilqué, em Valparaíso.

O Escritório de Emergências do Chile (cuja sigla em espanhol é Onemi) informou que houve problemas de pane elétrica na região de Valparaíso.

Em 27 de fevereiro de 2010, o Chile foi atingido por um terremoto de 8,8 graus na escala Richter, considerado o pior da história recente do país. Mais de 700 pessoas morreram, várias perderam suas casas, prédios públicos e privados ficaram danificados.

*Com informações da emissora pública de televisão do Chile, TVN // Edição: Juliana Andrade e Lílian Beraldo
 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia