Porto Velho (RO) terça-feira, 26 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Suíça desbanca os EUA e se torna o país mais competitivo do mundo


Agência O GloboGENEBRA - A Suíça desbancou os EUA e os países escandinavos e se tornou, em 2006, o país mais competitivo do mundo, segundo pesquisa divulgada nesta terça-feira pelo Fórum Econômico Mundial e realizada entre empresários de 125 países.Suíça, Finlândia e Suécia são as economias mais competitivas do mundo, seguidas por Dinamarca, Cingapura e EUA, uma economia que nos útlimos anos ocupava a liderança indiscutível dessa lista de países e que agora vem apresentando um retrocesso amis acentudado, caindo do primeiro para o sexto posto.Completam o ranking dos países com economias mais competitivas o Japão, Alemanha, Holanda e Reino Unido. Na região da América Latina e Caribe, o Chile é o país que, mais uma vez, ocupa o topo na região (27º da lista), seguido por Costa Rica (53º), Panamá (57º), México (58º) e Brasil (66º).- Isso não significa que os EUA não continue sendo uma das economias mais competitivas do mundo - disse o economista-chefe da instituição, Augusto López-Claros.Segundo ele, a competitividade geral do país está ameaça por grandes desequilíbrios macroeconômicos, em particular pelos crescentes níveis de dívida pública assosciados aos déficits fiscais.A pesquisa mostra ainda que seu ranking relativo, os EUA se mantêm vulneráveis a um possível ajuste desordenado destes desequilíbrios, incluídos os historicament altos déficits comerciais.- A Suíça dispõe de uma infra-estrutura muito bem desenvolvida em matéria centífica e de tecnologia - disse López-Claros, ressaltando que naquela país existe uma estreita colaboração entre centros de pesquisa e empresas.O Fórum, instituição privada com sede em Genebra, explicou que essas listas são elaboradas combinando dados públicos objetivos e os resultados da pesquisa anual realizada neste ano entre 11 mil empresários.A metodologia foi desenvolvida pelo professor espanhol Xavier Sala y Martín, da Universidade de Columbia."A introdução do Índice de Competitividade Global é uma extensão lógica do trabalho sobre competitividade realizado pelo Fóro - disse López-Claros.O documento contribui para "compreender melhor os fatores que determinam o crescimento econômico e ajudará a explicar por que alguns países conseguem melhor do que outros aumentar os níveis de renda e as oportunidades de seus respectivos habitantes", disse Klaus Schwab, fundador e presidente-executivo da instituição em comunicado.A pesquisa deste ano a lista de países analisados foi ampliada a algumas das economias menos desenvolvidas, como as de Angola, Barbados (que se situa acima de uma economia européia como a da Itália (42º), Burquina Faso, Burundi, Lesoto, Mauritânia, Nepal, Suriname e Zâmbia.

Mais Sobre Mundo - Internacional

Terrorismo: Ataques a duas mesquitas na Nova Zelândia deixam mortos e feridos

Terrorismo: Ataques a duas mesquitas na Nova Zelândia deixam mortos e feridos

Ataques simultâneos a duas mesquitas na cidade de Christchurch, no sul da Nova Zelândia, deixaram pelo menos 49 mortos e 48 feridos. Autoridades class

Bolsanaro inaugura sistema de telecomunicações operado pela Oi na estação brasileira na Antártica

Bolsanaro inaugura sistema de telecomunicações operado pela Oi na estação brasileira na Antártica

Em cerimônia realizada no Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro inaugurou hoje os novos serviços de telecomunicações da Estação Antár

Morre aos 74 anos o Fundador e Presidente da Associação Casa Família Rosetta, Padre Vincenzo Sorce.

Morre aos 74 anos o Fundador e Presidente da Associação Casa Família Rosetta, Padre Vincenzo Sorce.

A Associação Casa Família Rosetta comunica e manifesta o mais profundo pesar pelo falecimento do Fundador e presidente, Padre Vincenzo Sorce. Vincen

Venezuela: Guaidó e Duque apelam a militares venezuelanos: “fiquem do lado certo"

Venezuela: Guaidó e Duque apelam a militares venezuelanos: “fiquem do lado certo"

Quatro militares fieis a Maduro teriam desertado as Forças Armadas