Porto Velho (RO) sábado, 28 de março de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Sem consenso para a eleição do papa, cardeais se reunirão para mais duas votações hoje


Renata Giraldi / Enviada Especial da Agência Brasil/EBC

Vaticano – Os cardeais voltarão a se reunir hoje (13), na parte da tarde, em busca de consenso para eleger o sucessor de Bento XVI, atualmente papa emérito. Pela manhã, duas votações acabaram sem acordo. A fumaça escura foi vista pela chaminé da Capela Sistina por volta das 11h35 (7h35 de Brasília). À tarde, também ocorrerão duas votações. A expectativa é que a fumaça – escura ou branca, se houver consenso, – seja vista novamente por volta das 19h40 (15h40 de Brasilília).

O segundo dia de votações ocorreu de forma semelhante ao primeiro, que foi ontem (12). Os vaticanistas estimam que o conclave seja encerrado amanhã (13) com a eleição do papa. A ideia, segundo eles, é que o novo pontífice participe das celebrações da Quaresma. Mas há especulações de que o conclave possa durar até a próxima semana.

Na Praça São Pedro, fiéis e peregrinos, como ontem, não esconderam a decepção ao verem a fumaça preta. Um “oh” foi ouvido em coro. A chuva fina e a temperatura de 11 graus Celsius, no Vaticano, não afastaram as pessoas das áreas em frente da Capela Sistina.

O resultado da votação, a exemplo de ontem, foi divulgado apenas por meio da fumaça, que durou cerca cinco minutos. 

O porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, é aguardado para um coletiva por volta das 13h (9h de Brasília). Lombardi deve responder às perguntas dos jornalistas, que têm várias dúvidas, como em quanto tempo após a eleição haverá a coroação do sucessor de Bento XVI, onde será a cerimônia e se o papa emérito participará das solenidades.
 

Gente de Opinião

Edição: Juliana Andrade

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia