Porto Velho (RO) sábado, 28 de março de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Satélite para reforçar vigilância da Amazônia


Wellton Máximo
 Agência Brasil


Brasília - A vigilância para monitorar o desmatamento na Amazônia ganhará reforço no próximo mês. Em 18 de setembro, o Brasil e a China vão lançar o satélite de sensoriamento remoto Cbers-2B, o terceiro desenvolvido pelos dois países.

A confirmação da data do lançamento foi feita hoje (10) pelo diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Gilberto Câmara. Ele participou da divulgação do índice de desmatamento da Amazônia entre agosto de 2005 e julho de 2006, que registrou diminuição de 25,3% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O Cbers-2B, que será lançado na China, substituirá o Cbers-2, lançado em 2003 e cuja vida útil expira neste ano. O acordo com o país asiático prevê o lançamento de mais dois satélites conjuntos nos próximos anos. O Cbers-3 deverá ser mandado ao espaço em 2009. E o Cbers-4 só deverá entrar em operação em 2012.

Segundo Gilberto, o monitoramento vai ficar ainda mais preciso a partir de 2010, quando o Brasil lançará o satélite Amazônia-1, o primeiro com tecnologia totalmente nacional destinado a observar o planeta. “Com os satélites ainda previstos, teremos uma capacidade de monitoramento única no mundo”, ressaltou.

De acordo com o Inpe, o Amazônia-1 associado aos satélites chineses garantirá uma cobertura do Brasil e do mundo a cada dois dias com dados de livre acesso pela internet. Desde 2004, o Projeto Cbers distribuiu mais de 300 mil imagens por satélite, o que garantiu ao Brasil a liderança mundial no uso do sensoriamento remoto.

O Projeto Cbers (sigla em inglês para Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres) foi assinado em 1988 durante uma visita do então presidente José Sarney à China. Pelo acordo, os dois países uniriam esforços para estabelecer um sistema completo de observação da Terra compatível com as necessidades dos dois países. O primeiro satélite conjunto, no entanto, só foi lançado em 1999 e já saiu de operação.

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia