Porto Velho (RO) terça-feira, 31 de março de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Sarkozy lançará campanha contra garimpeiros brasileiros


O presidente da França, Nicolas Sarkozy (foto), que iniciou ontem (11) uma viagem de dois dias à Guiana Francesa, aproveitará a visita para lançar uma campanha contra os garimpeiros brasileiros que atuam na área da floresta amazônica que pertence ao território ultramarino francês.

Sarkozy, que se reúne com o pre-sidente Luiz Inácio Lula da Silva hoje (12), apresentará um dispositivo de segurança para combater os garimpeiros de ouro que entram de forma clandestina a partir do Brasil.

Após visitar Camopi, um povoado indígena em um parque nacional próximo à fronteira brasileira, onde mostrará seu apoio às ações a favor da manutenção da biodiversidade, o líder francês anunciará o início da operação.

O "Le Journal du Dimanche" informou nesse domingo que dois helicópteros Puma do Exército e ou-tro EC 145 da Gendarmarie participarão desta operação, junto com reforços da França continental em três aviões, contra os garimpeiros ilegais de ouro acusados de poluir os rios com mercúrio.

A geóloga Delphine Miau, que trabalha para as empresas de mineração autorizadas a explorar ouro, disse ao jornal que entre outubro de 2006 e outubro de 2007 a atividade dos clandestinos se estagnou, mas que desde esta última data "os brasileiros se reorganizaram" e sua atividade ilegal voltou a aumentar.

Sarkozy prevê concretizar a coo-peração com o Brasil sobre a questão em seu encontro com Lula, que acontecerá em Saint-Georges de l'Oyapock, na fronteira entre os dois países.

No entanto, um alto comando do Exército francês não identificado, citado pelo "Le Journal du Dimanche", mostra ceticismo, levando em conta que "Brasil tem muitos outros problemas".

Os dois presidentes analisarão também a situação dos reféns das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) e a cooperação bilateral em assuntos de defesa e biocombustíveis, e Lula abordará como retomar as negociações da OMC (Organização Mundial do Comércio), segundo fontes brasileiras.

Fontes francesas disseram que os dois chefes de Estado querem supe-rar a retórica de boas intenções que até agora caracterizou sua relação e criar uma verdadeira associação "estratégica".
Por isso, Sarkozy expressará o apoio para que o Brasil entre no Conselho de Segurança da ONU e para ampliar o G8 (grupo dos sete países mais desenvolvidos e a Rússia), com o objetivo de dar lugar às economias emergentes.

Fonte: Diário do Amapá

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia