Porto Velho (RO) domingo, 18 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Saques na Argentina podem ter motivação política


Pedro Peduzzi*
Agência Brasil

Brasília – Inúmeras lojas de diferentes províncias [estados] da Argentina foram saqueadas desde a última quinta-feira (20). De acordo com agências de notícias, o vandalismo deixou dois mortos e mais de cem feridos. Autoridades ligadas à presidenta Cristina Kirchner e os sindicatos que fazem oposição ao governo se acusaram mutuamente pelos saques.

Em Rio Negro, além de saquearem mercados e destruírem lojas, os manifestantes ergueram barricadas nas ruas e enfrentaram forças de segurança com pedras e paus. Em Rosário, autoridades locais informam que dois assassinatos foram cometidos em meio a saques. Além de alimentos, foram roubados eletrodomésticos dos supermercados.

Governo e líderes sindicais trocam acusações pela organização dos saques. O chefe da Casa Civil da presidência da Argentina, Abal Medina, disse que setores do sindicalismo, opositores ao governo, estariam por trás das ações, e que elas seriam "isoladas e organizadas". Entre os responsáveis pelos saques estariam sindicalistas que apoiaram o panelaço do dia 8 de novembro e lideraram uma greve geral em 20 de novembro, além de uma manifestação na quarta-feira (19) em Buenos Aires.

Em entrevista à agência de notícias nglesa BBC, o analista político Rosendo Fraga, do Centro de Estudos Nova Maioria, disse que a Argentina vive "uma crise mais política do que econômica". Ela envolveria questões locais, como o conflito entre o governo e o Grupo Clarin de comunicação e as disputas do governo com a Justiça. Outra área de atrito é a decisão da oposição de se unir contra a ideia de reforma da Constituição, a fim de impedir espaço à segunda reeleição Cristina Kirchner.

De acordo com a agência de notícias da argentina Telam, organizações de direitos humanos têm manifestado repúdio aos ataques ocorridos em supermercados, e pedem que a Justiça encontre os responsáveis “ideológicos e materiais” dos ataques.

A agência argentina informou que uma declaração das Mães e Avós da Praça de Maio associa os saques ao objetivo “de levar o país de volta à Argentina que não queremos voltar", e que tais eventos “não parecem espontâneos, mas organizados sugestivamente”. O grupo reúne parentes de presos e desaparecidos durante a ditadura argentina.

A Telam informa que o ministro da Segurança e da Justiça de Buenos Aires, Ricardo Casal, disse que os saques em supermercados “são claramente organizados e premeditados, inclusive por meio de redes sociais”.

O governador da província de Río Negro, Alberto Weretilnek, disse que os saques não estão ligados à questão social. "Quebrar vitrines para roubar uma televisão é [algo cometido] por outros motivos", afirmou.

Nesta sexta-feira (21), o governo enviou 400 policiais a Bariloche. O prefeito Omar Goye disse que a cidade vive “um problema social que tem muitos anos". A crise foi agravada pelos efeitos das cinzas de um vulcão que entrou em erupção no ano passado.

* Com informações das agência de notícias BBC Brasil e Telam
 

Mais Sobre Mundo - Internacional

As mulheres e os homens mais compridos do mundo

As mulheres e os homens mais compridos do mundo

Segundo um estudo feito por 800 cientistas do Imperial College em Londres (1) sobre o desenvolvimento da altura das pessoas adultas nos últimos 100

Dia Mundial do Rock é comemorado neste sábado

Dia Mundial do Rock é comemorado neste sábado

Um senhor de mais de 60 anos, vibrante, contestador, revolucionário e que provoca as mais diversas sensações e reações em quem tem contato com ele ou

Morre Lee Iacocca, o pai do Mustang

Morre Lee Iacocca, o pai do Mustang

Morreu em 2 de julho, aos 94 anos, Lido Anthony "Lee" Iacocca, um dos mais famosos executivos da indústria automobilística. Era filho de imigrantes it

Porto Velho: Inscrições para vagas na escola de música Som na Leste encerram nesta quarta, dia 03

Porto Velho: Inscrições para vagas na escola de música Som na Leste encerram nesta quarta, dia 03

A Escola Municipal de Música Som na Leste divulgou edital para matrícula de novos alunos para o preenchimento de vagas para os cursos no segundo semes