Porto Velho (RO) quarta-feira, 8 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Privatização da Amazônia é tema de debate na Câmara


A anunciada negociação da floresta amazônica da Guiana, pelo governo francês, com uma organização não-governamental, foi tema de debate na Comissão da Amazônia, Integração Nacional e Desenvolvimento Regional (Caindr). O acordo prevê que a floresta da Guiana, que faz fronteira ao sul com o Brasil, seja administrada por uma organização internacional da Inglaterra que co-lonizou a hoje possessão francesa até 1966.
  
 Como a Guiana é membro da Organização do Tratado de Cooperação Amazônico (OTCA), fórum em que se discute questões envolvendo a integração entre os países amazônicos, o Ministério das Relações Exteriores enviará para a audiência o diretor do departamento da América do Sul II, mi-nistro João Clemente Baena Soares e o conselheiro Fernando Coimbra, da área do meio ambiente do Itamaraty.

A presidente da Caindr, deputada Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), diz que o problema é delicado e defende uma posição oficial da diplomacia brasileira. "Muito nos preocupa a presença estrangeira na administração dos recursos naturais num bioma amazônico, isso é tudo o que não queremos na Amazônia brasileira", disse.

A deputada, porém, esclarece que não é contra a entrada de recursos internacionais para o financiamento do desenvolvimento da Amazônia, mas avalia que "o país não pode abrir mão da formulação e condução dos projetos conservacionistas na região, sob pena de colocar em risco a soberania".
 
Fonte: Diário do Amapá

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia