Porto Velho (RO) terça-feira, 7 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Presidentes desejam rápida recuperação a C.Kirchner


Renata Giraldi*
Agência Brasil

Brasília – Os presidentes Dilma Rousseff, Nicolás Maduro (Venezuela) e Juan Manuel Santos (Colômbia) desejaram a rápida recuperação da presidenta da Argentina, Cristina Kirchner. Por recomendação médica, Cristina ficará um mês afastada das atividades políticas e em repouso. A decisão foi tomada após a constatação de problemas causados por um traumatismo craniano

Dilma, Maduro e Santos usaram a rede social Twitter para manifestar solidariedade. “Força, Cristina. Da Venezuela, te acompanhamos com uma oração amorosa para a presidenta do Sul, que ama a seu povo. Pronta recuperação”, disse o presidente venezuelano.

“Enviamos à presidenta Cristina Kichner uma saudação afetuosa, com os desejos de pronta recuperação”, disse Juan Manuel Santos. A presidenta Dilma Rousseff lembrou que Cristina Kirchner é amiga do Brasil e sua amiga.

Políticos argentinos, tanto governistas quanto de oposição, prestaram solidariedade a Cristina. A presidenta argentina ficará afastada em plena campanha para as eleições legislativas de 27 de outubro. Segundo o comunicado oficial divulgado sábado (5), os médicos determinaram o afastamento dela em decorrência de um traumatismo craniano que sofreu no último dia 12 de agosto.

*Com informações da emissora multiestatal de televisão Telesur e da agência pública de informações da Argentina, Telam

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia