Porto Velho (RO) terça-feira, 31 de março de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Presidente ucraniano declara luto nacional para amanhã


Da Agência Lusa

Gente de Opinião

Além das mortes, 241 pessoas foram hospitalizadas,
incluindo 79 policiais e cinco jornalistas.Agência Lusa

O presidente da Ucrânia, Viktor Yanukóvich, declarou hoje (19) um dia de luto nacional para amanhã (20), em memória à morte de pelo menos 25 pessoas vítimas dos confrontos de terça-feira entre polícia e manifestantes. Yanukóvich assinou um decreto anunciando o luto e o relacionou à perda de vidas causada pela desordem, segundo informou o comunicado da Presidência.

De acordo com  o decreto, no luto nacional as bandeiras dos edifícios oficiais devem ser hasteadas a meio mastro e todos os espetáculos e as competições desportivas devem ser anulados.

Além das 25 mortes, mais de 200 pessoas ficaram feridas nos confrontos de ontem na capital do país, Kiev, segundo autoridades ucranianas. A crise política no país começou no final de novembro quando milhares de pessoas saíram às ruas para protestar contra a decisão do presidente de suspender os preparativos para assinatura de um acordo de associação com a União Europeia e de reforçar os laços com a Rússia.

Agência Brasil
 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia