Porto Velho (RO) terça-feira, 9 de agosto de 2022
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Presidente Lula passa mal e não irá a Davos


 
Davos (Suíça), 28 nov (EFE).- A assessoria de imprensa do presidente Luiz Inácio Lula da Silva confirmou hoje que o líder não viajará à Suíça, onde participaria do Fórum Econômico Mundial, após sofrer uma crise de hipertensão."Está confirmado que o presidente não virá à Suíça, os médicos assim recomendaram", disse à Agência Efe o assessor de imprensa da Presidência brasileira na Suíça, João Marcos Paes Leme.

Lula receberia o primeiro prêmio Estadista Global, com o qual os organizadores do Fórum queriam homenageá-lo por seus oito anos de mandato, que terminam em 2010.

Até o momento, o Fórum não emitiu nenhum comunicado oficial sobre o cancelamento da viagem do líder brasileiro.

Quando se dirigia para a Suíça, o avião de Lula teve que aterrissar em Recife, após o médico que o acompanhava verificar que o mal-estar que o presidente sentia era suficientemente grave para ser tratado em um hospital.

Lula estava com a pressão alta, tinha sequelas de um resfriado e estava com um elevado estresse, devido à movimentada agenda das últimas semanas.

O líder passou a noite internado no hospital e, apesar de ter recebido alta de manhã, os médicos recomendaram que suspendesse sua viagem à Suíça.

A porta-voz do Fórum, Fon Mathuros, disse que a sessão de entrega do prêmio certamente será suspensa, "porque o prêmio era para ele, se não vier, não faz sentido dar a outra pessoa para que o receba em seu nome".

No entanto, esta informação não está confirmada, e Paes Leme disse que ainda há conversas entre a organização do Fórum e o Governo brasileiro para decidir se a sessão será mantida e, em caso positivo, quem receberia o prêmio.

Em Davos, estão presentes vários membros do Governo brasileiro, entre eles o ministro da Fazenda, Guido Mantega; das Relações Exteriores, Celso Amorim; assim como o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles.

Estava previsto também que, antes de receber o prêmio, Lula fizesse um discurso especial, da qual ele mesmo já tinha antecipado parte do conteúdo.

O presidente disse no Fórum Social Mundial - realizado esta semana em Porto Alegre - que pretendia reivindicar aos executivos e banqueiros reunidos em Davos o fato de não terem feito o necessário para evitar a crise econômica e financeira que castigou o mundo no ano passado. 

Fonte: EFE

Mais Sobre Mundo - Internacional

Missão em Israel proporciona grande experiência de fortalecimento comercial com produtos de Rondônia

Missão em Israel proporciona grande experiência de fortalecimento comercial com produtos de Rondônia

Uma missão para um país como Israel, que se reinventou superando adversidades naturais e políticas, torna-se de grande relevância estratégica para est

Em Tel Aviv, potenciais de Rondônia são apresentados para empresários em Missão Internacional do Sebrae

Em Tel Aviv, potenciais de Rondônia são apresentados para empresários em Missão Internacional do Sebrae

A Missão Internacional Israel, promovida pelo Sebrae em Rondônia deve gerar grande frutos em breve. Empreendedores rondonienses compuseram a comitiv

Ômicron deve infectar mais da metade da Europa em 6 a 8 meses, segundo a OMS

Ômicron deve infectar mais da metade da Europa em 6 a 8 meses, segundo a OMS

Mais da metade da população europeia deve ser infectada pela variante Ômicron do coronavírus nas próximas seis a oito semanas, disse nesta terça-fei

MSF encontra 10 mortos em barco de madeira à deriva no Mediterrâneo

MSF encontra 10 mortos em barco de madeira à deriva no Mediterrâneo

Em 16 de novembro, durante uma difícil operação de busca e resgate a menos de 30 milhas náuticas da costa da Líbia no Mediterrâneo Central, a equipe