Porto Velho (RO) quarta-feira, 8 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Prefeitura de Paris decreta toque de recolher



Da Agência Brasil

A prefeitura da cidade de Paris decreta toque de recolher depois das explosões e tiroteios em sete pontos da cidade, ocorridos na noite desta sexta-feira (13).

Amanhã (14), anunciou agora há pouco no Twitter a prefeitura, todos os equipamentos da cidade estarão fechados: escolas, museus, bibliotecas, ginásios, mercados, clubes.

“Para os que estão em suas casas, perto ou no lugar do trabalho, recomenda-se não sair. Aos estabelecimentos públicos que reforçem sua segurança e que acolham aqueles que precisem”, publicou a prefeitura em seu site. Também foi solicitado à população que interrompa qualquer evento social em curso.

Todas as estações de metrô foram fechadas, algumas delas fazem intersecção com a Gare du Nord, a principal estação de trem de Paris. Algumas linhas de ônibus e trem também foram suspensas.

No Twitter, a prefeitura atualiza dados sobre as medidas tomadas diante do atentado que matou mais de 100 pessoas. Para os turistas, o número disponibilizado é o 33 (0) 1 45 55 80 00 e, para os parisienses, 0800 40 60 05. A rádio da cidade 107,1 FM está atualizando as informações.

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia