Porto Velho (RO) quinta-feira, 2 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Petrobras assina contrato para compra de GNL com Nigéria


Agência O Globo SÃO PAULO (Reuters) - A Petrobras assinou em Barcelona, nesta quinta-feira, contrato de intenção com a empresa Nigerian LNG para fornecimento de gás natural liquefeito (GNL), visando suas unidades de regaseificação que serão instaladas no Brasil. A petrolífera também assinou acordo de confidencialidade com a Oman LNG para negociação de potencial suprimento. De acordo com a empresa, o primeiro navio começará a transportar GNL em abril do ano que vem e o segundo no primeiro trimestre de 2009. Os navios serão instalados no Ceará e no Rio de Janeiro. Ildo Sauer, diretor de Gás e Energia da Petrobras, informou no comunicado que eles acrescentarão 20 a 21 milhões de metros cúbicos por dia de GNL ao suprimento nacional de gás. O executivo disse ainda que a companhia estuda a contratação de mais uma embarcação, que adicionaria 14 milhões de metroas cúbicos por dia. Brasil e Bolívia retomaram, nesta quinta-feira, as reuniões técnicas para discutir o valor da indenização que será paga a Petrobras pelas refinarias de petróleo que foram nacionalizadas no ano passado. Em entrevista ao Globo, o ministro de Minas e Energia, Silas Rondeau, disse estar otimista. Os petroleiros pretendem convocar greve em todas as unidades da Petrobras no próximo dia 3, se a estatal não apresentar até segunda-feira um plano de cargos e salários, prometido em 2003 e constantemente adiado, segundo os petroleiros. A paralisação está sendo organizada pela Federação Única dos Petroleiros (FUP) e pelos sindicatos filiados. (Por Juliana Siqueira)

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia