Porto Velho (RO) segunda-feira, 30 de março de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Peixe comedor de pênis deixa pescadores preocupados




Peixe comedor de pênis deixa pescadores preocupados na Nova Zelândia. Animal que migrou da Austrália se alimenta de órgão sexual de crustáceos. Ambientalistas acreditam que peixe pode reduzir população de cracas

Do G1, em São Paulo

Um peixe australiano que tem o estranho hábito de se alimentar do órgão sexual de alguns crustáceos como cracas e mexilhões tem preocupado ambientalistas e pescadores na Nova Zelândia.

Batizado de blenny australiano, o Omobranchus anolius migrou da Austrália para as ilhas que compõem o país vizinho, e está atacando os crustáceos locais, que não têm defesa contra o predador.

Por nunca deixarem suas conchas, algumas espécies de cracas desenvolveram um órgão sexual masculino de cerca de 15 centímetros, maior até que o resto do corpo do animal. E é esta parte específica do corpo dos crustáceos que, segundo a revista britânica 'Practical Fish Keeping', os peixes australianos estão devorando.

"Encontramos restos de pênis de crustáceo em seus estômagos. Eles não matam os crustáceos, mas certamente os impedem de se reproduzir", afirma Jeremy Barker, estudante de biologia marinha que pesquisa a chegada dos peixes australianos à região.

De acordo com ele, o ataque dos peixes vai provocar, em breve, uma diminuição da população de alguns crustáceos na Nova Zelândia. Os primeiros blennys australianos foram encontrados no país em 2004. Ovos da espécie devem ter chegado em ostras pescadas na Austrália e utilizadas em fazendas marinhas na costa neo-zelandesa.

 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia