Porto Velho (RO) domingo, 5 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Partido do presidente turco garante maioria absoluta em eleições legislativas



Da Agência Lusa

O Partido da Justiça e Desenvolvimento (AKP), do presidente Recep Tayyip Erdogan, venceu as eleições legislativas de ontem (1º) na Turquia e já garantiu, com mais de 90% dos votos contados, a maioria absoluta no Parlamento.

Segundo os dados provisórios oficiais, apesar de ter obtido cerca de 50% de votos, o AKP elegeu 320 deputados, mais de metade dos 550 assentos no Parlamento. Com o resultado, o partido recupera a maioria absoluta perdida nas eleições de junho passado.

De acordo com a imprensa turca, não está afastada a possibilidade de o AKP atingir dois terços dos deputados (367 parlamentares), o que permitiria a Erdogan deter poderes para alterar a Constituição.

Antes da votação, as sondagens davam ao AKP entre 40% e 43% dos votos, resultado que seria insuficiente para governar sozinho.

Conforme os números, o Partido Republicano do Povo (CHP, social-democrata) está em segundo lugar, com 24,5% dos votos, seguido pelo Partido da Ação Nacionalista (MHP, direita), com cerca de 12%, ambos muito abaixo do que obtiveram nas eleições de 7 de junho.

Pouco depois dos primeiros resultados, que apontavam a vitória de Erdogan com maioria absoluta, registaram-se confrontos entre a polícia e jovens manifestantes curdos em Diyarbakir, "cidade feudo" dos independentistas no Sudeste da Turquia.

A polícia disparou bombas de gás lacrimogéneo e canhões de água para dispersar os manifestantes.

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia