Porto Velho (RO) sexta-feira, 19 de agosto de 2022
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Parlamentares vão à Bolívia acompanhar crise


  
A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional vai enviar, nesta quinta-feira (18), representantes para acompanhar de perto a crise política na Bolívia. O presidente da comissão, deputado Marcondes Gadelha (PSB-PB), afirmou que o Brasil precisa se envolver na crise do país vizinho porque foi chamado a participar do processo de solução. "O Brasil deve chegar à Bolívia com uma proposta concreta", disse.

Ele enfatizou que essa colaboração não representa nenhuma interferência. "A preocupação do presidente Lula com uma possível ingerência nos negócios internos de um país deve desaparecer neste momento e ceder lugar a uma concepção mais pragmática de que os bolivianos precisam de ajuda. Além do mais, nós não estamos forçando nada, nem estamos nos oferecendo. Eu ouvi diversas vezes apelos de lideranças bolivianas pelo envolvimento do Brasil, que é o país mais confiável nessa história toda."

Vão participar da visita, até sábado (20), os deputados Claudio Cajado (DEM-BA), Dr. Rosinha (PT-PR), Fernando Melo (PT-AC), Henrique Afonso (PT-AC), Nilson Mourão (PT-AC), Professor Ruy Pauletti (PSDB-RS) e Raul Jungmann (PPS-PE).

Os deputados planejam entrar em contato com políticos que sejam favoráveis e contrários ao governo de Evo Morales.

Ataques

A crise boliviana começou a se agravar na semana passada, quando manifestantes de oposição explodiram um gasoduto da Petrobras. Grupos civis também invadiram prédios públicos e atacaram sedes de veículos de comunicação do governo. Os manifestantes acusam o presidente Evo Morales de adotar medidas estatizantes. Os protestos começaram depois que o governo reduziu o repasse de verbas para alguns departamentos do país, para aumentar o valor das pensões de idosos.

Os protestos contra Morales são mais fortes nos cinco departamentos governados pela oposição - Santa Cruz, Pando, Beni, Tarija e Chuquisaca.

Na manhã desta terça, o dirigente do departamento de Pando foi escoltado pela polícia até a capital do país, La Paz. Esse governador (Leopoldo Fernández) é acusado de ter sido o responsável pela morte de 17 camponeses indígenas na semana passada na localidade de El Porvenir.

Fonte: Agência Câmara

VOCÊ PODE GOSTAR

Missão em Israel proporciona grande experiência de fortalecimento comercial com produtos de Rondônia

Missão em Israel proporciona grande experiência de fortalecimento comercial com produtos de Rondônia

Uma missão para um país como Israel, que se reinventou superando adversidades naturais e políticas, torna-se de grande relevância estratégica para est

Em Tel Aviv, potenciais de Rondônia são apresentados para empresários em Missão Internacional do Sebrae

Em Tel Aviv, potenciais de Rondônia são apresentados para empresários em Missão Internacional do Sebrae

A Missão Internacional Israel, promovida pelo Sebrae em Rondônia deve gerar grande frutos em breve. Empreendedores rondonienses compuseram a comitiv

Ômicron deve infectar mais da metade da Europa em 6 a 8 meses, segundo a OMS

Ômicron deve infectar mais da metade da Europa em 6 a 8 meses, segundo a OMS

Mais da metade da população europeia deve ser infectada pela variante Ômicron do coronavírus nas próximas seis a oito semanas, disse nesta terça-fei

MSF encontra 10 mortos em barco de madeira à deriva no Mediterrâneo

MSF encontra 10 mortos em barco de madeira à deriva no Mediterrâneo

Em 16 de novembro, durante uma difícil operação de busca e resgate a menos de 30 milhas náuticas da costa da Líbia no Mediterrâneo Central, a equipe