Porto Velho (RO) quinta-feira, 22 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Para ONU, coca plantada na Amazônia indica necessidade de mais fiscalização


Marco Antônio Soalheiro
Agência Brasil


Brasília - Os dois hectares ocupados por pés de coca encontrados pelo Exército nas proximidades de Tabatinga (AM) representam pouco em relação à cocaína que passa pelo Brasil , mas sinalizam para a necessidade de se reforçar a fiscalização na região.

A avaliação foi feita hoje (17) pelo representante regional do Escritório das Nações Unidas Contra Drogas e Crimes (UNODC), Giovanni Quaglia, para quem as autoridades devem ser alertadas: até então, só se tinha notícia de plantações de coca na região para consumo próprio de indígenas.

"É uma chamada de atenção, uma novidade, mesmo que o cultivo seja em quantidade muito limitada. É sempre bom cuidar para que não cresça. O perigo sempre existe. Há áreas da Amazônia na Colômbia, na Bolívia e no Peru onde já se cultiva coca em altitudes baixas, de até 400 metros", afirmou, em entrevista à Agência Brasil.

Ele explicou que a coca produzida em regiões altas tem folha pequena e suave, mais usada para mastigação. Na região amazônica, a folha da planta seria muito grossa e dura, servindo exclusivamente à produção de cocaína.

Para dimensionar a representatividade dos pés da planta encontrados em Tabatinga, Quaglia lembrou que cerca de 40 toneladas de cocaína são consumidas por ano no Brasil: "Por cada hectare de coca cultivada produzem-se em torno de seis quilos de cocaína. Em se tratando de dois hectares, o máximo que os traficantes poderiam tirar seriam 12 quilos de cocaína."

Além das 40 toneladas para consumo interno, ainda passariam pelo Brasil com destino à Europa, via África, outras 40 toneladas de cocaína, estima a ONU. Quaglia disse considerar "humanamente impossível" controlar com eficiência uma fronteira tão extensa como a existente entre Brasil, Bolívia, Colômbia e Peru.

E a principal solução para coibir o tráfico, defendeu, não é o aumento do efetivo de segurança na região. "Não seria prático do ponto de vista operacional reforçar a fronteira com muitos homens. Dá mais resultado o trabalho de inteligência que as polícias fazem e podem melhorar, para desmantelar e prender esses grupos criminosos. Eles muitas vezes não estão na fronteira, mas nas grandes cidades", argumentou.

A ONU considera a existência de produção anual conjunta de cerca de mil toneladas de cocaína entre Colômbia, Bolívia e Peru. Do total, 400 toneladas seriam apreendidas pela polícia no mundo inteiro. Além do Brasil, outro país apontada pela entidade como rota de escoamento do produto para a Europa é a Venezuela. Já 80% da coca consumida nos Estados Unidos chegariam lá via México e países do Caribe.

As políticas de redução do consumo são apontadas por Quaglia com primordiais no combate ao tráfico de drogas: "Enquanto há um mercado consumidor que demanda os produtos, sempre haverá alguém disposto a produzir e traficar. Se queremos encontrar soluções definitivas, a melhor forma é reduzir a demanda de consumo de substâncias como cocaína e maconha."


 

Mais Sobre Mundo - Internacional

As mulheres e os homens mais compridos do mundo

As mulheres e os homens mais compridos do mundo

Segundo um estudo feito por 800 cientistas do Imperial College em Londres (1) sobre o desenvolvimento da altura das pessoas adultas nos últimos 100

Dia Mundial do Rock é comemorado neste sábado

Dia Mundial do Rock é comemorado neste sábado

Um senhor de mais de 60 anos, vibrante, contestador, revolucionário e que provoca as mais diversas sensações e reações em quem tem contato com ele ou

Morre Lee Iacocca, o pai do Mustang

Morre Lee Iacocca, o pai do Mustang

Morreu em 2 de julho, aos 94 anos, Lido Anthony "Lee" Iacocca, um dos mais famosos executivos da indústria automobilística. Era filho de imigrantes it

Porto Velho: Inscrições para vagas na escola de música Som na Leste encerram nesta quarta, dia 03

Porto Velho: Inscrições para vagas na escola de música Som na Leste encerram nesta quarta, dia 03

A Escola Municipal de Música Som na Leste divulgou edital para matrícula de novos alunos para o preenchimento de vagas para os cursos no segundo semes