Porto Velho (RO) sábado, 4 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Padre garante que há brasileiros entre os desaparecidos no Suriname


 
Renata Giraldi
Agência Brasil 

A tensão no Suriname aumentou por causa da cobrança por informações sobre os desaparecidos durante o ataque ocorrido em Albina (a 150 km da capital Paramaribo), segundo o padre José Virgílio da Silva, que dirige a rádio Katolica. Para o religioso, as prisões de 35 supostos envolvidos no conflito, realizadas hoje (28) pelas autoridades surinamesas, indicam que há um esforço para apurar responsabilidades e colaborar com as vítimas.

Para o padre, há no mínimo sete desparecidos, entre eles brasileiros. Virgílio registrou em imagens e som toda a destruição que viu no local – um dos bairros de Albina ocupado basicamente por estrangeiros que trabalham em garimpos.

“Afirmo que há sete desaparecidos porque ouvi inúmeros relatos de pessoas e tomei vários depoimentos de quem vive na região e diz que há pelo menos sete desaparecidos”, afirmou o padre à Agência Brasil.

Virgílio foi até Albina logo após o ataque na noite do último dia 24. Segundoo religioso, as cenas registradas por ele são alarmantes: casas destruídas e objetos pessoais jogados no chão, além de evidências de violência e terror. “Agora todos se perguntam: 'Onde estão os desaparecidos'?”

O padre disse que pretende voltar a Albina para acompanhar de perto as buscas e as investigações. Para ele, há um esforço das autoridades em dar respostas ao conflito. “As buscas confirmam que há, sim,um esforço das autoridades”, disse.

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia