Porto Velho (RO) segunda-feira, 30 de março de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Otan informa que matou número 2 da Al Qaeda


Renata Giraldi*
Agência Brasil

Brasília – O comando da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) informou hoje (29) ter matado o homem apontado como o número 2 da rede Al Qaeda, no Afeganistão, o saudita Sakhr Al Taifi, também conhecido como Mushtaq Nasim. A informação foi divulgada em comunicado oficial nesta manhã.

Mushtaq Nasim era o responsável por liderar os combatentes estrangeiros e, segundo investigações da Otan, planejava os ataques a tropas internacionais e às forças afegãs. De acordo com o comunicado, ele foi morto por um disparo certeiro na província de Kunar, no Leste do Afeganistão.

No comunicado, a Otan destaca que a ação que resultou na morte do líder da Al Qaeda não atingiu civis que estavam na região nem causou danos materiais. De acordo com a organização, o saudita foi identificado como terrorista por transportar com frequência armas e equipamentos militares durante viagens entre o Afeganistão e o Paquistão.

No começo deste mês, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse que o objetivo da Otan é "vencer a Al Qaeda e impedir a reconstituição do grupo terrorista" no território afegão. As tropas americanas, majoritárias na coalizão internacional, conseguiram eliminar vários líderes rebeldes.

Porém, há informações de que vários integrantes da Al Qaeda conseguiram proteção no Paquistão, no Iêmen e na região do Sahel, na África.

*Com informações da emissora pública de rádio da França, RFI // Edição: Juliana Andrade
 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia