Porto Velho (RO) quinta-feira, 9 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Onda de violência na Síria deixa 66 mortos


Da Agência Lusa

Agência Brasil, Brasília - A violência na Síria, que aumentou nos últimos dias e está mais próxima da capital, Damasco, fez hoje (29) 66 mortos, sendo 26 civis, segundo noticiou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH). Oito pessoas, incluindo uma criança de nove anos, foram mortas a tiros na província de Homs (no Centro do país), quatro morreram ao sul na cidade de Hama, cinco na província de Idleb e dois em Jassem, na província de Deraa, segundo o OSDH.

A violência aproximou-se consideravelmente da capital nas últimas horas, com seis mortos em confrontos e em operações militares na região de Damasco. A violência fez ainda 40 mortos entre as forças governamentais e desertores, acrescentou o Observatório.

Vinte e seis soldados foram mortos em atentados na região de Damasco e em Kansafra e Khan Cheikhoune, na província de Idleb, onde desertores incendiaram um veículo de transporte de militares matando pelo menos quatro soldados.

Cinco membros das forças de segurança morreram em confrontos perto da cidade de Zabadani (região de Damasco) e em uma emboscada perto de Saraqeb (província de Idleb). Além disso, nove desertores foram mortos nas regiões de Damasco, Idleb, Hama e Homs, segundo o OSDH. O Observatório divulgou ainda a morte de um civil, torturado na província de Idleb.
 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia