Porto Velho (RO) domingo, 5 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Nômades isolados da Amazônia enfrentam aniquilação


 

Um relatório chocante obtido pela Survival International revela que o lar da tribo de nômades Awá sofreu mais desmatamento do que qualquer outro território indígena na Amazônia Legal em 2009.

Cerca de 60 a 100 Awá conseguiram permanecer isolados, mas o seu último refúgio está sendo destruído.

Um enorme afluxo de madeireiros e colonos está invadindo o território, mas praticamente nada foi feito para retirá-los, apesar das autoridades estarem cientes de suas identidades.
 
O relatório, da Fundação Nacional do Índio- FUNAI, mostra que 31% da floresta no território Awá foi derrubada ilegalmente.
 
A tribo vive em três das cinco áreas indígenas que mais sofreram desmatamento em 2009 – o último ano para o qual estatísticas estão disponíveis. Há cerca de 360 Awá contatados, que vivem em diversas comunidades.
 
Imagens de satélite mostram que o desmatamento nesta região de Maranhão aumentou muito nas últimas duas décadas e agora está ocorrendo próximo ao local onde índios isolados foram avistados.
 
Pire'i Ma'a, um homem Awá, disse a Survival, ‘Os madeireiros vão acabar com toda a área. A área é índio. Fico com raiva com os madeireiros.. raiva mesmo. Acabou toda a caça, e os meus filhos passam fome ’.

Assista ao vídeo
de uns indígenas Awá falando sobre as ameaças que enfrentam com a exploração madeireira e o desmatamento.
 
Alguns Awá pararam totalmente a prática da caça, pois eles se sentem ameaçados pelos madeireiros ilegais que trabalham nas proximidades.

Duas semanas atrás, o seriado ‘Human Planet’ (‘Planeta Humano’) da BBC mostrou mulheres Awá cuidando e amamentando filhotes de macacos órfãos.
 
Um antropólogo brasileiro declarou que a tribo enfrenta um genocídio, e um funcionário da FUNAI declarou num programa do ‘Fantástico’ na TV Globo sobre os Awá emitido em janeiro 2011, que ‘se não houver ação rápida e emergencial, o futuro desse povo é a extinção’.
 
Os impactos devastadores do desmatamento sobre os Awá será destaque no programa da BBC ‘The Chinese are Coming’ (‘Os chineses estão vindo’), que será exibido amanhã na Inglaterra na BBC as 21:00.
 
Como uma tribo de caçadores-coletores nômades, uma das duas únicas tribos nômades remanescentes no Brasil, os Awá dependem totalmente da sua floresta para sobreviver. Muitos Awá morreram em massacres brutais nas mãos de fazendeiros e madeireiros.
 
O contato entre esses índios e os forasteiros poderia ter efeitos devastadores como os índios apresentam muita pouca resistência a doenças externas.
 
A legislação brasileira exige que a terra Awá seja protegida para os índios, mas as autoridades falharam em agir.
 
O diretor da Survival, Stephen Corry, disse hoje, ‘Estamos assistindo a uma tragédia se desenrolando diante dos nossos olhos – e a causa da mesma é simplesmente um fracasso total das autoridades do Brasil para defender a lei e proteger o território Awá’.
 
Baixe os mapas
mostrando o aumento do desmatamento no território Awá de 1985 até 2010.

Baixe o relatório da FUNAI

 
Nota aos editores: O relatório da FUNAI mostra que os territórios indígenas na Amazônia Legal que sofreram mais desmatamento em 2009 foram Awá, Alto Rio Guamá, Araribóia, Apyterewa e Cachoeira Seca. Índios Awá, incluindo a maioria dos grupos isolados, vivem em três destes territórios: Awá, Alto Rio Guamá e Araribóia.

Leia sobre esta historia na página Survival na internet (em espanhol): http://www.survival.es/noticias/6983


 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia