Porto Velho (RO) domingo, 5 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Mitsubishi admite manipulação testes de emissões poluentes


 
Da Agência Lusa

O fabricantes japonês de automóveis Mitsubishi Motors admitiu hoje (20) ter manipulado testes de emissões poluentes em cerca de 625 mil veículos, alguns dos quais construídos pela também nipônica Nissan. O anúncio surge quando a indústria tem sido sujeita a fiscalizações mais rigorosas, depois de a alemã Volkswagen se envolver em escândalo relacionado com fraudes nos testes de emissões.

A Mitsubishi caiu hoje mais de 15% na bolsa de Tóquio, após anunciar uma entrevista para explicar  irregularidades nos controles de emissões poluentes. Na bolsa de valores, foi a maior queda desde julho de 2004. “Pedimos as maiores desculpas a todos os nossos clientes e outras partes afetadas”, declarou o presidente do grupo japonês Tetsuto Aikawa, em entrevista no Ministério dos Transportes.

“O nosso cliente Nissan descobriu diferenças entre os valores fornecidos e os encontrados e pediu-nos para rever os valores”, disse a Mitsubishi num comunicado, acrescentando que decidiu parar a produção e as vendas dos modelos em questão, tal como a Nissan.

A Mitsubishi Motors, conhecida pelos seus modelos Outlander 4x4 e Pajero, fabrica cerca de um milhão de veículos por ano. O caso lembra o escândalo que abalou a Volkswagen nos últimos meses, depois de o fabricante alemão admitir ter instalado em 11 milhões de carros um software capaz de falsificar os valores das emissões poluentes dos motores a diesel. A Volkswagen corre o risco agora de pagar milhões de euros em indenizações e multas.

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia