Porto Velho (RO) quinta-feira, 2 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Missão da ONU e Liga Árabe desembarca na Síria


Renata Giraldi*
Agência Brasil

Brasília – Após um intenso bombardeio durante a madrugada de hoje (19), em Damasco, na Síria, a missão da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Liga Árabe com cinco peritos chegou hoje à região. O porta-voz do grupo, Ahmad Fawzi, disse que os peritos estão bem e que pretendem negociar o fim da violência no país. Há um ano a Síria vive em clima de guerra entre simpatizantes do governo e críticos.

A missão deve visitar Homs e Hama, no centro do país, Tartus e Latakia, no Oeste, Alepo, no Norte, e Deraa, no Sul, para avaliar as necessidades humanitárias. Organizações não governamentais queixam das dificuldades para ajudar as vítimas dos conflitos. A estimativa é que mais de 8,5 mil pessoas morreram na região.

Fawzi evitou detalhar o programa da visita, indicando apenas que os peritos vão se reunir com políticos e integrantes do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Síria. A visita dos peritos ocorre uma semana depois do enviado da ONU e da Liga Árabe, Kofi Annan, estar na região e tentar encerrar o impasse.

Annan pediu ao presidente sírio, Bashar Al Assad, para dialogar com a oposição. Assad rejeitou a proposta alegando que a oposição é integrada por terroristas. Não há previsão de uma nova visita de Annan à região.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa // Edição: Lílian Beraldo
 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia