Porto Velho (RO) quarta-feira, 8 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Metade dos adultos norte-americanos é diabética



Da Agência Lusa

Cerca de metade da população adulta norte-americana tem diabetes ou é pré-diabética, apesar de os índices da doença mostrarem estabilização após décadas de aumento, informam pesquisadores em estudo divulgado nessa terça-feira (8).

Quase 40% dos norte-americanos adultos eram pré-diabéticos e de 12% a 14% tinham diabetes entre 2011 e 2012, de acordo com a pesquisa, publicada no Journal of the American Medical Association.

Entre os que tinham diabetes, 36,4% eram casos não diagnosticados. Esse percentual era mais elevado entre latinos e americanos de origem asiática, aproximadamente metade dos casos.

O diabetes afetou 9,8% da população dos Estados Unidos entre 1988 e 1994, aumentou para 10,8% entre 2001 e 2002, e cresceu novamente para 12,4% entre 2011 e 2012.

Apesar desses aumentos, os pesquisadores mostram que o crescimento mais recente foi muito rápido, o que pode indicar “uma estabilização da doença", consistente com a tendência de obesidade no país, que também apresentou estabilidade no mesmo período.

Agência Brasil

 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia