Porto Velho (RO) segunda-feira, 15 de agosto de 2022
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Mau tempo deixa mais de 200 mortos no Leste Europeu


Cidade do Vaticano (RV) - O frio siberiano que nestes dias se abate sobre a Europa faz aumentar, com o passar das horas, o número de vítimas fatais: mais de 200 até o momento. A situação piora na Ucrânia, onde a neve, o gelo e o frio já deixaram mais de 50 mortos. Mas a situação mais grave registra-se na Belarus (antiga Bielo-Rússia ou Rússia Branca), onde o número de mortos passa de 100.

Na Polônia, onde filamentos de mercúrio assinalam 30º negativos, 50 pessoas já perderam a vida. No país, localidades inteiras encontram-se totalmente isoladas pela abundante neve. A situação é grave também na Romênia, onde já se contam 22 mortos. Na Bulgária fala-se de ao menos 10 mortos, bem como na Letônia, mas se registram perdas de vidas humanas também na Áustria, Sérvia, Grécia e República Tcheca.

Segundo o Departamento de Meteorologia de Londres, a temperatura não subirá nos próximos dias e em muitas regiões do Velho Continente a neve continuará caindo. Na França o alarme foi lançado em 41 das 101 regiões. Meios de transporte, comunicações e serviços estão suspensos em muitos países.

A situação é crítica também na Itália, onde o mau tempo está dando trégua no Centro-Norte, mas se abate impetuoso no Centro-Sul. A Sardenha está em parte paralisada. Em várias regiões da Península o Exército está intervindo em situações de emergência. Encontram-se também ativos a Caritas, centros de voluntariado e estruturas municipais para dar assistência aos sem-teto.

A situação é de caos total em Roma, onde se registram gestos de solidariedade de cidadãos; turistas e habitantes que tiram fotos: mas a viabilidade permanece paralisada. De fato, são muitas as denúncias por ausência de socorros e intervenções em situações de emergência. Caso emblemático, o congestionamento de automóveis e caminhões no Anel Rodoviário de Roma, na noite desta sexta-feira, sendo necessárias oito horas para percorrer oito quilômetros. Durante a noite as forças de segurança receberam mais de 16 mil ligações de pedidos de ajudas.

Enquanto isso, nestas horas, registram-se trocas de acusações sobre as responsabilidades entre a Defesa Civil, Região do Lácio e Trenitalia (transporte ferroviário). Em meio aos protestos, também não foi poupado o Prefeito de Roma, Gianni Alemanno, que determinou a obrigatoriedade do uso de correntes nos automóveis e pediu ajuda aos voluntários.

Desde as primeiras horas da manhã centenas de pessoas se dirigem aos lugares símbolos da capital italiana para vê-la revestida de branco (a neve é raridade em Roma). O Papa, da janela de seus aposentos que dá para a Praça São Pedro, no Vaticano, disse aos presentes: "é um espetáculo da natureza; parece-me como uma saudação da minha terra natal, a Baviera" (Sul da Alemanha, ndr). (RL)

Fonte: rádio Vaticano

Mais Sobre Mundo - Internacional

Missão em Israel proporciona grande experiência de fortalecimento comercial com produtos de Rondônia

Missão em Israel proporciona grande experiência de fortalecimento comercial com produtos de Rondônia

Uma missão para um país como Israel, que se reinventou superando adversidades naturais e políticas, torna-se de grande relevância estratégica para est

Em Tel Aviv, potenciais de Rondônia são apresentados para empresários em Missão Internacional do Sebrae

Em Tel Aviv, potenciais de Rondônia são apresentados para empresários em Missão Internacional do Sebrae

A Missão Internacional Israel, promovida pelo Sebrae em Rondônia deve gerar grande frutos em breve. Empreendedores rondonienses compuseram a comitiv

Ômicron deve infectar mais da metade da Europa em 6 a 8 meses, segundo a OMS

Ômicron deve infectar mais da metade da Europa em 6 a 8 meses, segundo a OMS

Mais da metade da população europeia deve ser infectada pela variante Ômicron do coronavírus nas próximas seis a oito semanas, disse nesta terça-fei

MSF encontra 10 mortos em barco de madeira à deriva no Mediterrâneo

MSF encontra 10 mortos em barco de madeira à deriva no Mediterrâneo

Em 16 de novembro, durante uma difícil operação de busca e resgate a menos de 30 milhas náuticas da costa da Líbia no Mediterrâneo Central, a equipe