Porto Velho (RO) segunda-feira, 6 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Mali confirma novo caso de ebola


Da Agência Lusa

O governo do Mali anunciou hoje (23) a confirmação de um novo caso de ebola. O anúncio foi feito no mesmo dia em que a diretora da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, chegou ao país para apoiar autoridades na tentativa de conter o surto.

Por meio de um comunicado, o Ministério da Saúde do Mali explicou que existem dois casos suspeitos de ebola – deste, um foi confirmado como positivo. O paciente foi isolado para ser submetido ao tratamento intensivo contra o vírus.

A pasta destacou ainda que, em todo o país, 310 pessoas estão em observação médica.

Na quinta-feira (20), um médico do Mali morreu após ter sido infectado pelo ebola, elevando para sete o total de mortes no país africano.

O médico trabalhava na Clínica Pasteur, onde um idoso recebeu tratamento e morreu sem que os profissionais de saúde tivessem detectado a presença do vírus.

De acordo com os últimos dados da OMS, a doença já provocou mais de 15.350 casos e 5.459 mortes, a maioria em Serra Leoa, na Libéria e na Guiné Conacri.

Fonte: Agência Brasil

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia