Porto Velho (RO) quinta-feira, 21 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Maioria dos bolivianos aprova contratos com petrolíferas


Agência O Globo LA PAZ - A maioria dos bolivianos aprova os contratos que a estatal Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB) assinou com dez empresas para consolidar a nacionalização dos hidrocarbonetos, segundo uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira.A sondagem, levada a cabo pela empresa Equipos Mori, revela que 83% dos cidadãos consultados apóiam os acordos estabelecidos entre o governo de Evo Morales e as dez petrolíferas, ao passo que 10% os desaprovam e 7% não se pronunciaram a respeito.A YPFB assinou os contratos nos dias 27 e 28 de outubro, quando expirava o prazo para o alcance de acordos fixado no decreto de nacionalização baixado por Morales no dia 1º de maio.Os novos compromissos foram assinados com duas filiais da brasileira Petrobras, com a hispano-argentina Repsol YPF e sua subsidiária Andina, com a franco-belga TotalFinaElf, com a britânica British Gas, com a Chaco (do grupo British Petroleum), com as argentinas Pluspetrol e Matpetrol e com a americana Vintage (Ocidental/Oxy).A pesquisa da Equipos Mori, elaborada entre 31 de outubro e 1º de novembro com mil pessoas das cidades de La Paz, El Alto, Cochabamba, Santa Cruz e Tarija, também revelou um aumento na popularidade do presidente boliviano em relação ao mês anterior.De acordo com a sondagem, 63% dos entrevistados aprovam a gestão de Morales, contra 50% que se mostraram a favor da mesma no fim de setembro.A popularidade do governante atingiu seu ponto mais alto em maio, quando chegou a 81%, em decorrência do decreto de nacionalização dos hidrocarbonetos.

Mais Sobre Mundo - Internacional

Latuff mostra a nova face dos EUA

Latuff mostra a nova face dos EUA

O chargista Carlos Latuf fez uma ilustração mostrando crianças dentro de uma jaula, em referência à política "tolerância zero" do governo dos Estados

EUA: 49 crianças brasileiras estão em abrigos separadas dos pais

EUA: 49 crianças brasileiras estão em abrigos separadas dos pais

A informação é do cônsul-geral adjunto do Brasil em Houston, Felipe Santarosa, que concedeu entrevista exclusiva à Empresa Brasil de Comunicação (EBC)

Papa detona Trump e condena separação de famílias de imigrantes

Papa detona Trump e condena separação de famílias de imigrantes

O papa Francisco criticou a política de separação de famílias imigrantes na fronteira dos EUA com o México do governo Donald Trump

Alemanha, França e Itália condenam ex-ministros por irregularidades

Na história recente da Europa, há uma série de casos de corrupção envolvendo políticos que resultaram em condenações e prisões.