Porto Velho (RO) quinta-feira, 2 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Lei de imigração: euro-tragédia



Perto do dia dos pais o euro-parlamento aprovou dispositivos que permitirá encarcerar e deportar em massa a milhões de 'sem papéis' [imigrantes ilegais]. Os estrangeiros sem documento poderão ser detidos por até 18 meses e serem banidos de voltar à UE por cinco anos, ainda que ele seja um pai e que ali tenha filhos. Também poderá deportar meninos (ainda que tenham nascido ali, deverão ser deportados ainda que não estejam acompanhados por algum parente).

Desde cinco séculos atrás, as Américas absorveram dezenas de milhões de europeus. Inclusive, após expulsar às coroas européias, o novo mundo seguiu recebendo imigrantes do velho mundo que fugiam de crise, guerras e perseguições. Hoje, quiçá, há mais descendentes de espanhóis, portugueses, italianos ou irlandeses vivendo nas Américas, do que nesses mesmos países.

Na Europa vivem poucos milhões de latino-americanos, que só fluíram em massa para ali há duas décadas. Entretanto, com essas novas leis põe-se em risco a estadia de muitos deles ou de seus familiares e também a economia de vários países pobres que se beneficiam de suas remessas e de seus contatos comerciais.

Hoje, cerca de 12 milhões de andinos estão vivendo fora de sua pátria (população igual ou maior que a de dois dos quatro membros da comunidade andina). Uma carta do presidente boliviano chamando essa lei de 'vergonha' foi muito difundida em Europa, ainda que seus homólogos do Peru e Colômbia (que têm na UE mais compatriotas que a população da Bolívia) preferem não protestar muito, pensando que assim, conseguirão mais investimentos.

Fonte: Isaac Bigio
Tradução: Pepe Chaves

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia