Porto Velho (RO) sexta-feira, 19 de outubro de 2018
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Juristas internacionais denunciam irregularidades no julgamento de Lula


Juristas internacionais denunciam irregularidades no julgamento de Lula - Gente de Opinião

Da Agência EFE - Dez juristas e advogados europeus e latino-americanos denunciaram nesta quinta-feira irregularidades no processo contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pediram que a legalidade seja respeitada "com rigor e independência".

A denúncia foi feita em uma carta enviada hoje de Paris à presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, e que também será remitida hoje aos presidentes da França, Emmanuel Macron, e do Governo espanhol, Pedro Sánchez, assim como ao primeiro-ministro de Portugal, Antonio Costa, e aos respectivos chanceleres.

A iniciativa foi impulsionada pelo advogado francês William Bourdon, presidente e fundador da associação de proteção e defesa das vítimas de crimes econômicos Sherpa.

A carta também é assinada por outros nomes, como o jurista Emilio García, presidente da Fundação Sul Argentina, e o presidente de honra da Liga de Direitos Humanos (LDH), Henri Leclerc, e expressa sua preocupação com a parcialidade do processo e os obstáculos à libertação.

Lula está preso desde abril deste ano, condenado a 12 anos por corrupção.

O grupo de juristas e advogados denunciou, entre outros pontos, o fato de o juiz Sergio Moro ter autorizado divulgar na imprensa elementos como a gravação de uma conversa telefônica entre o ex-presidente e sua sucessora, Dilma Rousseff, e questionou "o caráter precipitado, injusto e parcial do processo".

Os signatários disseram estar igualmente preocupados com as "graves afrontas aos direitos da defesa" de Lula, como submeter seus advogados a escuta telefônica.

Essas "irregularidades e anomalias" não seriam alheias "a uma pressão midiática muito forte, alimentada pelo jogo de ambições pessoais".

Os juristas apontaram que não pretendem se manifestar sobre a inocência ou culpabilidade de Lula, e ressaltaram que o fato de o mundo estar passando por um período problemático, "quando não caótico", faz com que "seja ainda mais necessário que todos os princípios da legalidade sejam respeitados com rigor e independência".

Por isso, exigiram o respeito "ao conjunto desses princípios, protegidos de qualquer estratégia" que busque impedir a aplicação imparcial do direito.

Uma cópia da carta também será enviada de forma simultânea aos dez ministros do STF e ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luiz Fux.

Mais Sobre Mundo - Internacional

YouTube sai do ar na noite desta terça; site tenta resolver problema

YouTube sai do ar na noite desta terça; site tenta resolver problema

O YouTube saiu do ar ou apresentou instabilidade na noite de hoje no Brasil e em diversos países segundo relatos publicados na página do Facebook

Papa canoniza Óscar Romero, arcebispo assassinado por militares em El Salvador

Papa canoniza Óscar Romero, arcebispo assassinado por militares em El Salvador

OPERA MUNDI e TeleSURO  papa Francisco canonizou domingo (14/10) como santo o monsenhor salvadorenho Óscar Arnulfo Romero, assassinado em 1980 e que d

Hackers roubaram dados de 29 milhões de usuários do Facebook

Hackers roubaram dados de 29 milhões de usuários do Facebook

Rede social deu detalhes sobre invasão ocorrida há duas semanas

Associação Americana de Juristas denuncia perseguição a Lula na ONU

Associação Americana de Juristas denuncia perseguição a Lula na ONU

Na Assembléia Geral da 39ª Sessão do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, em Genebra, a Associação Americana de Juristas denunciou as gross