Porto Velho (RO) quarta-feira, 8 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Japão: Usina de Fukushima apresenta novo vazamento gás


 Renata Giraldi*
Agência Brasil

Brasília – A Usina Nuclear de Fukushima Daiichi, no Nordeste do Japão, apresentou hoje (2) vazamento de gás radioativo em uma das fissões da central, indicando que pode haver um problema em um dos reatores. Segundo a administradora da usina, não há registros de aumento dos níveis de temperatura, pressão e radiação dos reatores. Em março, quando houve o terremoto seguido por tsunami, a usina passou por explosões e teve vazamentos de radiação.

Ontem (1º), o porta-voz parlamentar do gabinete de governo, Yasuhiro Sonoda, tomou água coletada na usina.A água que Sonoda tomou foi retirada de poças localizadas embaixo dos prédios de dois reatores da usina danificada. Segundo autoridades, a água da usina passou por um processo de descontaminação e já está sendo usada para regar plantas.

Na tentativa de conter o início de vazamento de gás, a Tokyo Electric Power (TepCo) – que administra a usina – começou a injetar água com ácido bórico (substância utilizada para neutralizar reações nucleares) como prevenção.

A Tepco informou que os materiais radioativos que escaparam de um dos reatores não atingiram um nível considerado crítico. "Nós confirmamos que o reator encontra-se estável. Não acreditamos que possa ter impacto no nosso trabalho futuro", disse o porta-voz da TepCo, Osamu Yokokura.

O porta-voz da Agência de Segurança Nuclear do Japão, Hiroyuki Imari, disse que a detecção de gás não parece ser “um grande problema”. Mas assegurou que as causas serão investigadas.


*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa
 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia