Porto Velho (RO) domingo, 5 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Japão quer evitar água contaminada no lençol freático


BBC Brasil

Agência Brasil, Brasília – O governo do Japão se prepara para investir cerca de R$ 1,1 bilhão na construção de um muro de terra congelada ao redor da Usina Nuclear de Fukushima Daiichi, no Nordeste do país, para impedir vazamentos de água radioativa. O porta-voz do governo, Yoshihide Suga, confirmou os investimentos e disse que, diante dos vazamentos que aumentaram recentemente, o governo reavaliou sua participação nos planos de contenção. "[O governo] sentiu que era essencial se envolver totalmente [no projeto de contenção]", disse ele.

Em março de 2011, um terremoto seguido de tsunami atingiu o Japão causando explosões e vazamentos na região de Fukushima. Áreas inteiras foram esvaziadas e os produtos da região foram proibidos para comercialização.

O desastre paralisou o sistema de resfriamento dos reatores da usina fazendo com que três deles derretessem. Atualmente, o maior desafio da Companhia de Energia Elétrica de Tóquio (Tokyo Eletric Power Company - Tepco) é armazenar a grande quantidade de água utilizada para resfriar os reatores. Depois do processo de resfriamento, a água fica contaminada com material radioativo  precisa ser guardada em grandes reservatórios.

De acordo com o plano do governo japonês, uma parede de terra congelada será erguida ao redor dos reatores para fazer o resfriamento, utilizando dutos com substância resfriante. O objetivo é prevenir que a água contendo material radioativo, que continuará a ser utilizada para resfriar dutos de combustível nuclear, entre em contato com o lençol freático.

O governo informou também que os sistemas de tratamento de água serão modernizados para evitar a contaminação. Atualmente, a água está sendo armazenada em tanques temporários que ficam na área da usina. No mês passado, a Tepco confirmou que 300 toneladas de água altamente radioativa vazou de um dos tanques, o que foi considerado o maior acidente registrado no local depois do terremoto em 2011.

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia