Porto Velho (RO) segunda-feira, 6 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Irã sinaliza abertura para negociações, diz Aiea


Renata Giraldi*
Agência Brasil

Brasília - O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea), Yukiya Amano, disse hoje (22) que está próximo um acordo com as autoridades iranianas para a retomada das negociação sobre o programa nuclear desenvolvido na região e para a fiscalização externa das usinas no país.

“Decidimos, [Said] Jalili [negociador nuclear iraniano] e eu, um acordo relativo a uma abordagem estruturada para acabar com as incertezas em relação à natureza do programa nuclear iraniano”, disse Amano, que ontem (21) esteve em Teerã, capital do Irã, para conversar com as autoridades.

Segundo Amano, o negociador iraniano disse que “as diferenças existentes não serão um obstáculo ao acordo”. No entanto, ele não informou que detalhes são esses. Para ele, a visita ontem com mais dois inspetores da Aiea representa um avanço nas negociações.

“O importante é que pude falar diretamente aos dirigentes no Irã e compreendemos melhor as nossas posições”, disse Amano, sem entrar em detalhes, mas informando que há abertura para retomar as inspeções nas usinas nucleares do país, que foram impedidas de ser fiscalizadas no ano passado.

A partir de amanhã (23) o programa nuclear iraniano, alvo de uma série de suspeitas de irregularidades pela comunidade internacional, é tema de duas reuniões, em Bagdá, no Iraque. Participarão das discussões representantes do grupo 5+1 (Estados Unidos, Reino Unido, França, Rússia e China e a Alemanha) e do Irã.

*Com informações das agências públicas de notícias do México, Notimex, e de Portugal, Lusa.
 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia