Porto Velho (RO) sexta-feira, 3 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Irã anuncia lançamento de satélites


Renata Giraldi*
Agência Brasil

Brasília – Em meio às suspeitas da comunidade internacional sobre seu programa nuclear, o governo do Irã anunciou hoje (5) que enviará satélites geoestacionários que orbitarão em torno da Terra. O diretor do Programa Aeroespacial do Irã, Mehdi Farahi, disse que a ideia é enviar satélites com o poder de alcance de 1.000 quilômetros (620 milhas). O envio dos satélites está dentro do plano aeroespacial até 2015.

Em junho de 2011, o Irã lançou um satélite de observação. O objetivo era fazer imagens da Terra e transmiti-las com as informações para as estações terrestres. Em 20 de junho do ano passado, o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, disse que o país obteve a tecnologia para desenvolver satélites. Segundo ele, o governo pretende em breve lançar satélites de alcance ainda maior – que atinjam altitude de cerca de 35 mil quilômetros.

De acordo com Farahi, o governo iraniano lançou seu primeiro satélite, Omid (cujo significado em português é Esperança), em 2009. Em 2019, o governo iraniano pretende lançar a primeira missão tripulada ao espaço. Pelos dados oficiais, o Irã é um dos 24 membros fundadores da Comissão das Nações Unidas sobre os Usos Pacíficos do Espaço Exterior, que foi criada em 1959.

O lançamento de satélites ocorre no momento em que o Irã sofre severas sanções de parte da comunidade internacional devido ao programa nuclear desenvolvido no país. Para a comunidade internacional, o programa esconde a produção de armas atômicas. Mas Ahmadinejad e as demais autoridades do Irã negam as suspeitas.

*Com informações da emissora estatal de televisão do Irã, PressTV//Edição: Graça Adjuto
 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia