Porto Velho (RO) terça-feira, 7 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

iPhone responde por 44,5% das vendas de smartphones


Uma nova pesquisa, dessa vez da Nielsen, corrobora com a tese de que o iPhone 4S, tão criticado por analistas quando do seu lançamento, se mostrou na verdade um sucesso de vendas, pelo menos nos EUA. De acordo com o levantamento, os aparelhos da Apple responderam por 44,5% das vendas de smartphones nos EUA em dezembro. Para se ter uma ideia do crescimento, em outubro a participação da Apple fora de 25,1%. O Android segue com a liderança, mas registrou uma queda: teve 61,6% em outubro e baixou para 46,9% em dezembro. No mesmo intervalo o BlackBerry caiu de 7,7% para 4,5%.

A Nielsen também analisou a participação por sistema operacional na base atual de smartphones nos EUA e nas vendas do quarto trimestre. Na base instalada, a divisão é a seguinte: Android tem 46,3% do mercado; iOS, 30%; BlackBerry, 14,9%; Windows Mobile, 4,6%; outros, 4,2%. Nas vendas do quarto trimestre, a proporção foi a seguinte: Android, 51,7%; iOS, 37%; BlackBerry, 6%; outros, 5,3%.

Análise

O crescimento das vendas de iPhone no último trimestre é comum todo ano, pois é geralmente no fim do terceiro trimestre que a Apple apresenta o novo modelo de sua família de smartphones. É provável que no começo deste ano o Android retome um pouco do espaço que perdeu. O interessante, contudo, será acompanhar a performance do Windows Phone, que ganhará força com a chegada dos terminais da Nokia. É provável que roube participação tanto do Android quanto do iOS e se consolide como um terceiro player, superando o BlackBerry ao longo de 2012.

Fonte: Teletime
 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia