Porto Velho (RO) terça-feira, 31 de março de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Iêmen: manifestantes são dispersados por policiais à bala



Da Agência Lusa

Brasília – As forças de segurança do Iêmen, segundo relatos de testemunhas, dispararam hoje (11) contra manifestantes que promoveram vários protestos em diferentes cidades do país. Há um mês a onda de protestos domina as principais cidades do Iêmen. Os manifestantes exigem mudanças e a saída do presidente iemenita, Ali Abdullah Saleh, que indica desconsiderar a hipótese de renúncia.

Médicos da cidade Sanaa informaram que 14 pessoas ficaram feridas durante embate entre manifestantes e policiais. Na cidade portuária de Aden, no Sul do Iêmen, forças de segurança dispararam contra manifestantes que tentavam rasgar fotografias do presidente Ali Abdullah Saleh. Seis manifestantes ficaram feridos.

Manifestantes se reuniram hoje, mais uma vez, para protestar contra a permanência de Saleh no poder. Ele está no comando do Iêmen há 32 anos. A oposição rejeita um eventual acordo com o governo porque exige a saída do presidente.

Ontem (10) Saleh propôs criar uma nova Constituição, garantindo a independência do Parlamento e do poder Judiciário.

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia