Porto Velho (RO) sexta-feira, 1 de julho de 2022
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Greves na França custam até 400 milhões de euros por dia e há um prejuízo moral


 
Paula Laboissière

Agência Brasil,
Brasília - O custo das greves, sobretudo em refinarias, que afetam a França há semanas varia entre 200 e 400 milhões de euros por dia, segundo a ministra da Economia do país, Christine Lagarde.

Os franceses protestam contra o aumento da idade para aposentadoria de 60 para 62 anos e de 65 para 67 anos, no caso dos trabalhadores que não atingiram o tempo de contribuição exigido. Mesmo depois de dez dias de protestos violentos, o Senado aprovou na última sexta-feira (22) o polêmico projeto de reforma da Previdência.

De acordo com a agência portuguesa Lusa, a ministra afirmou ainda que as greves e os protestos contra o projeto representam uma espécie de “prejuízo moral” para a França, uma vez que a imagem do país, segundo ela, tem sido prejudicada no exterior.

Os sindicatos franceses já convocaram pelo menos mais dois dias de greves e manifestações – 28 de outubro e 6 de novembro – depois do início das férias escolares que começaram no último fim de semana.

Mais Sobre Mundo - Internacional

Ômicron deve infectar mais da metade da Europa em 6 a 8 meses, segundo a OMS

Ômicron deve infectar mais da metade da Europa em 6 a 8 meses, segundo a OMS

Mais da metade da população europeia deve ser infectada pela variante Ômicron do coronavírus nas próximas seis a oito semanas, disse nesta terça-fei

MSF encontra 10 mortos em barco de madeira à deriva no Mediterrâneo

MSF encontra 10 mortos em barco de madeira à deriva no Mediterrâneo

Em 16 de novembro, durante uma difícil operação de busca e resgate a menos de 30 milhas náuticas da costa da Líbia no Mediterrâneo Central, a equipe

Com avanço nas Américas, Delta é "altamente preocupante", diz Organização Pan-Americana de Saúde

Com avanço nas Américas, Delta é "altamente preocupante", diz Organização Pan-Americana de Saúde

A variante Delta do novo coronavírus é "altamente preocupante", à medida que a mutação tem se espalhado para quase 20 países nas Américas, disseram