Porto Velho (RO) domingo, 14 de agosto de 2022
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Governador defende construção ferrovia até Cruzeiro do Sul



Um passo importante foi dado na manhã de ontem, terça-feira, 26, na integração entre Brasil e Peru. O governador de Ucayali, Jorge Velásquez, apresentou ao BNDES as potencialidades econômicas do Estado para garantir financiamento para a construção da ferrovia que ligará os dois países. Apenas 140 quilômetros separam Cruzeiro do Sul de Pucallpa, no Peru, e com mais 800 quilômetros a ferrovia chega ao Departamento de Ancasch e ao Porto de Timbó, um dos mais importantes do Peru.

A comitiva peruana se reuniu no gabinete do governador Tião Viana com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Viana se comprometeu a mediar outras reuniões, caso o banco avance no estudo da proposta, agregando ministros brasileiros e os cônsules do Brasil e do Peru. O Acre também tem grande interesse na construção da ferrovia para manter, além da integração social, cultural e do fluxo turístico, uma agenda econômica ativa, com a exportação e importação de produtos.

Apesar de os presidentes Lula e Alan García terem assinado o compromisso de construir uma estrada para ligar as duas regiões, é a ferrovia que interessa aos governadores do Acre e de Ucayali, por questões ambientais. O dano causado a Serra do Divisor, uma ponta da cadeia andina, será bem menor e o objetivo, que é principalmente o transporte de cargas, é atingido com mais eficiência através da ferrovia.

“É fundamental observamos os interesses das comunidades indígenas e as questões ambientais. Temos 8,7 milhões de hectares de reservas florestais e muitas potencialidades econômicas a serem exploradas. Temos uma localização estratégica - ao lado de Huanuco, maior produtor de batatas do país, e de Ancash, região produtora de minério e dona do porto de Timbó.

Temos meios de recuperar rapidamente os investimentos. São apenas 140 quilômetros de ferrovia entre Pucallpa e Cruzeiro do Sul. É uma distância menor que de Rio Branco a Xapuri”, argumentou o governador de Ucayali.

Acre e Ucayali estão discutindo também outras questões relacionadas à integração. A visita da comitiva peruana é o desdobramento da visita feita por Tião Viana, membros do governo e deputados estaduais a Pucallpa, há menos de 30 dias. Os voos interfronteiriços e o intercâmbio de estudantes universitários também estiveram na pauta da reunião.

“A gente vê com entusiasmo o banco apoiar esse estudo da viabilidade da ferrovia e vamos incentivar para que isso aconteça. Esta foi uma primeira reunião, mas é preciso desenvolver a conversa até chegar a um ponto que seja interessante para ambos os lados”, disse Marcelo Fernandes, do BNDES.

Existe uma rodovia que sai do Rio de Janeiro, passa por Brasília, Mato Grosso e agora será estendida até Vilhena, em Rondônia. É interesse do Acre trazer a estrada ferroviária até Cruzeiro do Sul, passando por Rio Branco, e, de Ucayali, construir a ferrovia de Pucallpa ao Acre.


Fonte: Agência de Notícias do Acre / Tatiana Campos
 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Missão em Israel proporciona grande experiência de fortalecimento comercial com produtos de Rondônia

Missão em Israel proporciona grande experiência de fortalecimento comercial com produtos de Rondônia

Uma missão para um país como Israel, que se reinventou superando adversidades naturais e políticas, torna-se de grande relevância estratégica para est

Em Tel Aviv, potenciais de Rondônia são apresentados para empresários em Missão Internacional do Sebrae

Em Tel Aviv, potenciais de Rondônia são apresentados para empresários em Missão Internacional do Sebrae

A Missão Internacional Israel, promovida pelo Sebrae em Rondônia deve gerar grande frutos em breve. Empreendedores rondonienses compuseram a comitiv

Ômicron deve infectar mais da metade da Europa em 6 a 8 meses, segundo a OMS

Ômicron deve infectar mais da metade da Europa em 6 a 8 meses, segundo a OMS

Mais da metade da população europeia deve ser infectada pela variante Ômicron do coronavírus nas próximas seis a oito semanas, disse nesta terça-fei

MSF encontra 10 mortos em barco de madeira à deriva no Mediterrâneo

MSF encontra 10 mortos em barco de madeira à deriva no Mediterrâneo

Em 16 de novembro, durante uma difícil operação de busca e resgate a menos de 30 milhas náuticas da costa da Líbia no Mediterrâneo Central, a equipe