Porto Velho (RO) sábado, 28 de março de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

França quer rever Pacto Orçamental Europeu


Renata Giraldi*
Agência Brasil

Brasília – O ministro das Finanças da França, Pierre Moscovici, disse hoje (17) que o governo é favorável à manutenção da Grécia no grupo de 17 países da zona do euro. Segundo ele, o governo do presidente francês, François Hollande, quer uma zona do euro unida. O ministro disse ainda que a França não ratificará o Pacto Orçamental Europeu se o documento não contemplar as medidas de incentivo à economia.

O assunto foi tema de uma reunião de Hollande com a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, em Berlim, anteontem (15). A reação do ministro ocorre no momento em que os gregos estão ameaçados de exclusão do grupo devido às dificuldades internas para seguir o plano de austeridade imposto pela União Europeia e pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).

“Queremos que a Grécia continue na zona do euro porque o país é membro da União Europeia e porque a zona do euro é uma área unida, que não pode ser desfeita”, disse Moscovici. “[Em relação ao Pacto Orçamental Europeu] não será ratificado e deve ser complementado com um capítulo dedicado ao crescimento com estratégia [específica].”

Para o ministro, é necessário redefinir o texto do pacto com responsabilidade: “É preciso reorientar a construção europeia, mas sem virar costas à responsabilidade orçamental”. “É preciso combater a dívida pública, é preciso reduzir os déficits e assegurar a situação da França. Isso é o fundamental. Um país que se endivida é um país que empobrece”, acrescentou.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa//Edição: Graça Adjuto
 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia