Porto Velho (RO) sexta-feira, 12 de agosto de 2022
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Fenômeno La Ninã deixa Bolívia em situação caótica


O tempo fechado impediu a decolagem do helicóptero Pelicano, da Base Aérea de Campo Grande, para Bolívia, que a FAB (Força Aérea Brasileira) pretende ajudar por conta dos problemas causados por enchentes. Conforme informações do chefe de comunicação da Base Aérea local, tenente Luiz Pacheco, a reprogramação da decolagem é para amanhã, novamente às 8 horas.

Segundo ele, o tempo ruim impossibilitou o vôo. Diferente de aviões, o helicóptero precisa de melhores condições para voar, porque voa a uma altura bem mais baixa, de 500 pés (200 metros). A equipe que vai à Bolívia é composta por quatro militares, sendo dois pilotos, um mecânico e um homem que atua no resgate.

Caos – A Bolívia vive uma situação caótica, atribuída aos efeitos do fenômeno La Niña. Desde novembro chove em abundância no País vizinho e isso tem causado alagamentos, deslizamentos e transbordamento de rios. Há várias pessoas desaparecidas e a última contagem apontava 32 mortos. Além do Brasil, Chile e Venezuela prometeram ajuda para atenuar os efeitos das enchentes na Bolívia.

Fonte: Campo Grande News

Mais Sobre Mundo - Internacional

Missão em Israel proporciona grande experiência de fortalecimento comercial com produtos de Rondônia

Missão em Israel proporciona grande experiência de fortalecimento comercial com produtos de Rondônia

Uma missão para um país como Israel, que se reinventou superando adversidades naturais e políticas, torna-se de grande relevância estratégica para est

Em Tel Aviv, potenciais de Rondônia são apresentados para empresários em Missão Internacional do Sebrae

Em Tel Aviv, potenciais de Rondônia são apresentados para empresários em Missão Internacional do Sebrae

A Missão Internacional Israel, promovida pelo Sebrae em Rondônia deve gerar grande frutos em breve. Empreendedores rondonienses compuseram a comitiv

Ômicron deve infectar mais da metade da Europa em 6 a 8 meses, segundo a OMS

Ômicron deve infectar mais da metade da Europa em 6 a 8 meses, segundo a OMS

Mais da metade da população europeia deve ser infectada pela variante Ômicron do coronavírus nas próximas seis a oito semanas, disse nesta terça-fei

MSF encontra 10 mortos em barco de madeira à deriva no Mediterrâneo

MSF encontra 10 mortos em barco de madeira à deriva no Mediterrâneo

Em 16 de novembro, durante uma difícil operação de busca e resgate a menos de 30 milhas náuticas da costa da Líbia no Mediterrâneo Central, a equipe