Porto Velho (RO) terça-feira, 7 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Ex-presidente da Bolívia é detido por uso de drogas



Um ex-presidente de facto da Bolívia foi detido sob a acusação de haver consumido cocaína e realizar gestos obscenos em frente de menores em uma cidade do leste boliviano, informou a promotora da Unidade de Vítimas Especiais, Francisca Rivero

O general Juan Pereda Asbún, de 79 anos, que governou por alguns meses o país, em 1978, foi detido na noite de ontem "sob o efeito de ter consumido cocaína", afirmou a promotora. Inicialmente, Pereda foi detido em uma praça na cidade de Santa Cruz, acusado de assédio a menores de idade. Em uma revista posterior, a polícia antidroga encontrou dois cigarros que o militar reformado levava em seu carro com "substâncias controladas", afirmou a promotora, à emissora Fides.

Um juiz de medidas cautelares decidirá hoje se Pereda pode permanecer detido. O militar foi presidente por pouco mais de três meses, após dar um golpe de Estado contra seu mentor político, o ex-ditador general Hugo Bánzer (1971-1977), que morreu de câncer, em 2001. Bánzer ainda chegou a voltar à presidência boliviana, entre 1997 e 2001, após ganhar uma eleição.

Fonte: Parana Online com informações da Agência Estado


 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia