Porto Velho (RO) terça-feira, 31 de março de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Evo Morales revela plano para desenvolver usina de energia nuclear com Irã



DA FRANCE PRESSE, EM LA PAZ
Folha Online


O presidente da Bolívia, Evo Morales, revelou neste sábado a existência de um projeto conjunto com o Irã para desenvolver uma usina nuclear para fins energéticos, ao visitar uma região mineira no sul do país.

Morales negou que a usina tenha fins bélicos ou esteja ligada à fabricação de armamento atômico.

"Não tenho por que mentir: um dos temas que avançamos com o Irã é, evidentemente, ter uma usina nuclear para fins energéticos. Quando falamos de usina nuclear nos acusam, ligando-a a uma bomba atômica; não estamos falando de bomba atômica".

O presidente anunciou o projeto um dia depois de destacar, durante sua visita a Teerã esta semana, o salto qualitativo alcançado pelo país em sua produção de energia nuclear "com fins pacíficos".

Morales ressaltou ainda o fato de a Bolívia possuir urânio, matéria-prima imprescindível para produzir e exportar eletricidade de origem nuclear para os países vizinhos.

Os EUA e potenciais ocidentais acusam o Irã de querer enriquecer urânio para desenvolver armas nucleares, mas Teerã nega, e alega que seu programa nuclear tem fins meramente pacíficos.

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia