Porto Velho (RO) sexta-feira, 3 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Europeus se reúnem para discutir ação armada na Síria


Renata Giraldi*
Agência Brasil

Brasília – Os ministros das Relações Exteriores da União Europeia (que engloba 28 países) se reúnem hoje (6) em Vilnius (Lituânia) para discutir temas como política de segurança e defesa comum nas regiões do Norte da África e Médio Oriente. Os debates ocorrem no momento em que os líderes mundiais divergem sobre uma ação militar, liderada pelos Estados Unidos, na Síria.

A alta representante para os Negócios Estrangeiros [equivalente a ministra das Relações Exteriores] da União Europeia, Catherine Ashton, disse que não devem ser adotadas medidas, mas deve ser divulgada uma posição comum sobre a Síria. Por enquanto, entre os europeus apenas a França e o Reino Unido se declararam favoráveis à intervenção militar.

Nas conversas informais, os líderes europeus defendem que seja esperado o resultado do trabalho dos peritos das Nações Unidas sobre os ataques com armas químicas, no último dia 21, quando mais de 1.000 pessoas morreram.Para o chanceler de Portugal, Rui Machete, uma intervenção militar na Síria só deve ocorrer se houver autorização do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Na semana passada, o ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo Machado, disse que o Brasil é contra a intervenção militar por acreditar que a solução para o fim do impasse deve ser por meio do diálogo e do consenso.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia