Porto Velho (RO) quinta-feira, 9 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

EUA tem primeiro presidenciável oficial



Da Sputnik

O Partido Libertário dos Estados Unidos conseguiu antes de outras legendas do país decidir sobre seu candidato para disputar as eleições presidenciais de novembro, ao escolher o ex-governador do estado do Nevo México Gary Johnson, que já havia participado das eleições de 2012.

Johnson obteve 55,8% de votos no congresso do partido – mais de que o apoio dado a outros cinco candidatos, diz o canal da TV norte-americano Fox News. "Vou trabalhar da maneira mais séria para representar todos os reunidos aqui nesta sala", disse o ex-governador durante congresso no estado da Flórida.

Regularmente, o Partido Libertário fica fora da disputa e não tem nenhuma chance de vencer. Entretanto, neste período eleitoral, Johnson tem recebido um apoio superior a 10%, diz a emissora. Como os líderes da disputa – o republicano Donald Trump e a democrata Hillary Clinton – são pouco populares, Johnson tem certas perspectivas.

Este ano o Partido Libertário celebra os 45 anos de sua criação. O partido defende a economia de mercado livre, liberação do comércio internacional, defesa de direitos e liberdades dos cidadãos, além de não intervenção nos assuntos internos de outros países.

Nas eleições de 2012, o candidato do partido, Gary Johnson, conseguiu receber 1,27 milhão de votos (1% dos eleitores), perdendo para Barack Obama e Mitt Romney.

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia