Porto Velho (RO) domingo, 25 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Embaixador do Brasil no Suriname define ataque a brasileiros como selvageria


 
Renata Giraldi
Agência Brasil 

O governo do Brasil cobrou do Suriname alerta máximo para evitar que as novas ameaças a brasileiros, que estão em áreas de garimpo no país vizinho, se concretizem. Em entrevista à Agência Brasil, o embaixador do Brasil em Paramaribo (capital do Suriname), José Luiz Machado e Costa, disse hoje (29) que o ataque aos brasileiros na véspera do Natal foram “atos de selvageria e de violência extrema”.

Costa afirmou ainda que mulheres brasileiras sofreram estupros e outras violências na noite do ataque. “Jamais minimizamos a gravidade de tudo o que ocorreu. Agora trabalhamos para administrar a crise e dar assistência às vítimas e suas famílias”, disse ele, que negou haver xenofobia contra os brasileiros no país vizinho. A seguir, os principais trechos da entrevista do embaixador do Brasil no Suriname.

Agência Brasil – A situação na região de Albina, a 150 quilômetros de Paramaribo, onde ocorreu a ataque a brasileiros, ainda é tensa?

José Luiz Machado e Costa
– A situação está se normalizando e, aos poucos, vai se estabilizar. Os brasileiros nunca tiveram problemas no Suriname. Sempre houve uma tolerância muito grande com os brasileiros. Quando a embaixada perguntava quem queria voltar, não havia demonstrações de interesse.

ABr – O que houve, então, em Albina? Por que ocorreu o ataque no último dia 24, quando um grupo de estrangeiros, incluindo brasileiros, foi atacado por quilombolas surinameses, deixando feridos e desaparecidos)?

Costa
– Aquela é uma área delicada, onde vivem os “marrons”, os quilombolas locais, que têm regras próprias e não admitem a presença de estranhos. Brasileiros, chineses e javaneses se instalaram no local. Portanto, não é nada contra os brasileiros especificamente. De qualquer maneira, estamos concluindo as negociações para fechar um acordo de regulação migratória para facilitar uma série de ações.

ABr– Como a embaixada está reagindo a essas novas denúncias de ameaças em outras áreas de garimpo?

Costa
– Comunicamos imediatamente o governo do Suriname, que logo tomou providências: foi reforçado o policiamento em todas as regiões de garimpo no país e a cobrança interna e externa é imensa. A dificuldade é que a atividade do garimpo de ouro é ilegal e, aliado a isso, os que atuam nela não têm documentos nem são identificados.

ABr – Há denúncias de que pelo menos 20 mulheres foram estupradas na véspera do Natal. Oficialmente não se comenta sobre isso. Houve estupros?

Costa
- Jamais minimizamos a gravidade de tudo o que ocorreu. Agora trabalhamos para administrar a crise e dar assistência às vítimas e suas famílias. O que houve no dia 24 foram atos de selvageria e violência extrema.

ABr - Também há informações de que sete pessoas estão desaparecidas, inclusive brasileiros. Por que a negativa oficial?

Costa
– Enquanto não surgirem evidências concretas não se pode confirmar que há brasileiros entre os supostos desaparecidos. Essa hipótese foi levantada pelo padre José Virgílio da Silva [ele dirige a rádio Katolica e foi um dos primeiros a dar assistência às vítimas], que tem boas intenções e cobra respostas ao ataque. Confiamos nas investigações em curso e também aguardamos as conclusões das apurações. A polícia do Suriname está sendo cobrada interna e externamente.

Mais Sobre Mundo - Internacional

As mulheres e os homens mais compridos do mundo

As mulheres e os homens mais compridos do mundo

Segundo um estudo feito por 800 cientistas do Imperial College em Londres (1) sobre o desenvolvimento da altura das pessoas adultas nos últimos 100

Dia Mundial do Rock é comemorado neste sábado

Dia Mundial do Rock é comemorado neste sábado

Um senhor de mais de 60 anos, vibrante, contestador, revolucionário e que provoca as mais diversas sensações e reações em quem tem contato com ele ou

Morre Lee Iacocca, o pai do Mustang

Morre Lee Iacocca, o pai do Mustang

Morreu em 2 de julho, aos 94 anos, Lido Anthony "Lee" Iacocca, um dos mais famosos executivos da indústria automobilística. Era filho de imigrantes it

Porto Velho: Inscrições para vagas na escola de música Som na Leste encerram nesta quarta, dia 03

Porto Velho: Inscrições para vagas na escola de música Som na Leste encerram nesta quarta, dia 03

A Escola Municipal de Música Som na Leste divulgou edital para matrícula de novos alunos para o preenchimento de vagas para os cursos no segundo semes