Porto Velho (RO) sexta-feira, 12 de agosto de 2022
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

E.U.A apoiam parcialmente pleito brasileiro da ONU


Renata Giraldi
Agência Brasil

Brasília – O desejo de o Brasil ser integrante permanente do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) foi apoiado parcialmente hoje (16) pela secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton. Ela disse que os Estados Unidos defendem a ampliação do órgão e, se houver consenso entre os demais membros permanentesGente de Opinião, o Brasil pode vir a fazer parte da entidade. Ela destacou, no entanto, a necessidade de consenso para implementar a medida.

“Não podemos imaginar um Conselho de Segurança no futuro que não inclua um país como o Brasil, com todo o progresso que tem desenvolvido. Os Estados Unidos admiram, sem dúvidas, o papel de liderança que o Brasil desempenha e compreende a vontade de ter um assento permanente”, disse a secretária.

Hillary condicionou um eventual apoio dos Estados Unidos ao consenso entre os cinco países com assento permanente no Conselho de Segurança da organização.

“Acreditamos que o Conselho de Segurança terá sua formação atualizada ao século 21, para que reflita o mundo que existe hoje, não o mundo que existia quando ele foi formado”, disse ela.

Em seguida, a secretária acrescentou que a atualização é a razão pela existe o comprometimento em reformar várias áreas das Nações Unidas, não apenas o Conselho de Segurança.

“Acreditamos que os Estados Unidos têm mostrado real comprometimento com essa reforma. [Mas] também entendemos que até que outros países se comprometam com a reforma, não faremos o progresso que precisamos”, disse.

A estrutura atual do Conselho de Segurança das Nações Unidas foi formada do final da 2ª Guerra Mundial. Cinco países ocupam vagas permanentes no órgão, são eles: os Estados Unidos, a Rússia, a China, a França e a Inglaterra. Há, ainda, dez vagas rotativas, ocupadas por outros países por um período de dois anos.

Para as autoridades brasileiras, o ideal é aumentar o número de cadeiras de 15 para 25, entre as quais o Brasil se coloca como candidato a titular. O assunto é tema recorrente nas reuniões da presidenta Dilma Rousseff e do ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, com autoridades estrangeiras.

Mais Sobre Mundo - Internacional

Missão em Israel proporciona grande experiência de fortalecimento comercial com produtos de Rondônia

Missão em Israel proporciona grande experiência de fortalecimento comercial com produtos de Rondônia

Uma missão para um país como Israel, que se reinventou superando adversidades naturais e políticas, torna-se de grande relevância estratégica para est

Em Tel Aviv, potenciais de Rondônia são apresentados para empresários em Missão Internacional do Sebrae

Em Tel Aviv, potenciais de Rondônia são apresentados para empresários em Missão Internacional do Sebrae

A Missão Internacional Israel, promovida pelo Sebrae em Rondônia deve gerar grande frutos em breve. Empreendedores rondonienses compuseram a comitiv

Ômicron deve infectar mais da metade da Europa em 6 a 8 meses, segundo a OMS

Ômicron deve infectar mais da metade da Europa em 6 a 8 meses, segundo a OMS

Mais da metade da população europeia deve ser infectada pela variante Ômicron do coronavírus nas próximas seis a oito semanas, disse nesta terça-fei

MSF encontra 10 mortos em barco de madeira à deriva no Mediterrâneo

MSF encontra 10 mortos em barco de madeira à deriva no Mediterrâneo

Em 16 de novembro, durante uma difícil operação de busca e resgate a menos de 30 milhas náuticas da costa da Líbia no Mediterrâneo Central, a equipe